O Domador de Paixões

FaceBook  Twitter  

Autora: Catherine Anderson
Páginas: 380
Editor: Ulisseia

Molly Wells é uma mulher que arrasta consigo muitos segredos. Nomeadamente o do motivo que a levou a roubar um valiosíssimo garanhão ao ex-marido e a empreender com ele  uma viagem de centenas de quilómetros, através do Oregon, para o levar ao rancheiro Jake Coulter, um conhecido domador de cavalos. Ou o da razão porque chega ao rancho deste sem emprego, sem dinheiro e com um medo horrível do ex-marido, que ameaça ainda controlar-lhe a vida. Molly está disposta a quase tudo para salvar Sonora Sunset, e nem sequer se apercebe que é ela própria quem precisa de salvar-se... e muito menos que Jake é o homem que pode dar-lhe aquilo de que ela necessita.
Ao acolher Molly no seu rancho, Jake suspeita que pode estar a dar guarida a uma ladra. Mas algo naquela mulher corajosa e ao mesmo tempo vulnerável o toca particularmente. Anseia assim por dar-lhe a maior dádiva que alguma vez poderá conceder - um lar, o seu afecto e a partilha do resto da sua vida. Mas até que ela se sinta suficientemente forte para aceitar tudo isso, a única coisa que ele pode oferecer-lhe é a sua disponibilidade paciente, a força para a ajudar a fazer frente aos seus inimigos e a promessa de vir a votar-lhe um amor eterno.

Autora:
Uma das primeira memórias de Catherine Anderson reporta-se ao som da máquina de escrever em que a mãe escrevia as suas histórias. Inspirada por este exemplo, começou a escrever muito nova. Pensando que uma carreira de escritora era coisa que lhe estaria vedada, decidiu estudar Contabilidade. Quando percebeu que os números nunca a tornariam feliz, deixou a universidade e retomou a escrita.
Os quatro primeiros livros que publicou pertenciam à categoria de romance sentimental, área que de resto nunca abandonou, tendo doravante apenas alternado entre a ficção sentimental de ambiente histórico e contemporâneo. Muitas das suas obras retratam personagens com um qualquer tipo de problema, seja ele físico ou mental, e procuram mostrar aos leitores como é que esses problemas podem ser superados.
Os seus mais recentes romances integram o top 15 da lista de bestsellers do New York Times. Recebeu nove nomeações para o prémio Romantic Times Reviewer's Choice e recebeu o importante Prémio de Carreira desta mesma organização.
Catherine Anderson é de origem Shoshone e nasceu em 1947. Vive no Oregon, com o marido e dois filhos.

Comentários  

 
#7 Angelina Rosa Nogueira Santos Violante 2010-04-28 18:18
Foi a primeira vez que li algo desta autora e, para não criar muitas expectativas, nem li a sinopse na capa do livro.
Mas foi um deleite do principio até ao fim. Adorei, partes houve que até chorei, de tão linda que a história é.
Uma história de amor muito bela, cheia de muito mistério, suspense e claro muito, muito amor.
Estou a pensar ir à biblioteca para puder ler algo mais desta autora.
 
 
#6 Maria João 2010-01-15 23:43
Bem, como todos os outros livros desta autora, simplesmente adorei :-)
Tanto que, no dia seguinte a o ter lido, quando andava às compras de Natal, não resisti e trouxe-o comigo :-)
Este livro relata mais uma história de amor e amizade, daquelas que nos aquecem a alma.
 
 
#5 Helena 2009-12-15 17:15
O nome e a capa do livro não me cativavam mas gostei do que li. Para sonhar com um "principe", Jake Coulter que na pacatez do seu rancho, se dedica a treinar cavalos e se sensibiza com o sofrimento de Sonora Sunset, um maltratado garanhão de corrida e com a vulnerabilidade e coragem de Molly Wells.
A história desenvolve-se entre o presente e o passado de Molly que condiciona a relação entre eles e mantêm o leitor interessado e em suspense. Bem contado, tem momentos divertidos e momentos dramáticos mas é inebriante. Um lindo romance que nos faz sonhar.
 
 
#4 Joana Caires 2009-11-24 22:37
De vez em quando, gosto de me embrenhar numa bonita estória de amor. E é o que este livro contém. Uma linda estória de amor! O nome de Catherine Anderson não me era desconhecido, já tinha ouvido muitos elogios e por isso, decidi arriscar. Não me arrependi nem por um segundo! Quando digo uma bela história de amor não quero com isto reduzir o conteúdo do livro, pelo contrário, todas as personagens estão bem conseguidas, todas elas têm defeitos e virtudes e através delas a autora aborda temas reais intrínsecos à realidade humana como a violência doméstica principalmente, verbal e a ambição e a ganância desmedidas. Estas podem ter consequências devastadoras.

Molly, a protagonista, é uma mulher que sofreu muito com o casamento. O ex-marido, Rodney, destruiu a sua auto-estima. Atacava-a verbalmente, criticando o seu modo de ser. Molly perdeu liberdade e tornou-se num autômato. Vestia-se, ria e fazia tudo como ele queria. Porém, a relação descambou quando Rodney usou os ataques de sonambulismo da ex-mulher para simular a insanidade mental desta. Tudo isto, para poder controlar a empresa milionária herdada por Molly. Sem alternativa, ela foge da clínica onde estava encarcerada. Leva consigo, Sonora Sunset , um cavalo, também ele uma vítima às mãos de Rodney. Procura refúgio numa quinta, onde vive um "encantador de cavalos", Jake Coulter. Será este homem que a resgatará do abismo. Um bonito amor brotará entre estes dois. Mas, os medos, as inseguranças e os segredos de Molly tornaram a concretização deste amor, díficil... Sem contar com o passado que tenta destruir o futuro...

É uma belíssima estória onde a paciência, a compreensão e o amor reinam. É tocante e fervilhante em emoções. E que eu li em poucas horas! Deviam afastar livros destes de mim, não consigo parar de ler.:P

Sabe tão bem ler livros assim de vez quando! É uma escritora que seguirei com atenção.
 
 
#3 Catrina 2009-11-04 23:29
Mais uma vez, esta autora aborda assuntos sérios que afectam a humanidade no dia-a-dia.

Neste livro "O Domador de paixões" é abordada a violência psicológica, sofrida pela personagem principal (Molly) e a física, através de um cavalo (Sunset).
É impressionante ver como, através da violência psicológica, uma pessoa se anula completamente, perdendo por completo a sua auto-estima e como depois é difícil, e muito, recuperá-la.
É maravilhoso como um homem, completamente diferente do ex-marido de Molly, através do carinho e paciência, consegue ganhar a confiança dela assim como a de Sunset, fazendo com que ambos recuperem a sua confiança e valores.

Mais uma vez, esta escritora surpreendeu pela muito pela positiva.

A quem ainda não leu este livro, aconselho-o com toda a certeza, pois afinal não é só ficção, há factos infelizmente bastante reais.
Mas é uma alegria bastante grande ver como o amor consegue vencer tudo.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Deixem Passar o Homem Invisível
    Dez anos depois de ter vencido o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLB 2009, regressa em nova ...
  • 25.03.2020 23:36
  • O Caçador de Brinquedos
    Se gosta de ficção científica, não deixe de ler este livro! João Barreiros é considerado um dos ...
  • 12.03.2020 16:59
  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22

Últimos Tópicos

    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 1 semana 11 horas
    • Frecha (Saga "Os castros")
    • "- Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 1 semana 11 horas
    • Espaço para livros
    • Uma maneira simples e barata é embrulhá-los em rolo autoaderente, daquele que...
    • há 2 meses 4 dias
    • Melhores Livros De Romance
    • Obrigado pela partilha! Diversos desses livros têm nomes diferentes na edição...
    • há 2 meses 6 dias

Uma Pequena Palavra...

“Ler um livro é para o bom leitor conhecer a pessoa e o modo de pensar de alguém que lhe é estranho. É procurar compreendê-lo e, sempre que possível, fazer dele um amigo.”
Hermann Hesse