O Fim da Extrema-Esquerda em Angola

FaceBook  Twitter  

 

 

Autora: Leonor Figueiredo
Género: Política / Angola
Edição: Jul/2017
Páginas: 264
ISBN: 9789897022968
Editora: Guerra & Paz

 

 


No final de 1974, dois MPLA encontraram-se pela primeira vez em Luanda. Um, era o movimento oficial, com os seus dirigentes e os guerrilheiros vindos da mata e de Brazzaville. O outro, era um MPLA informal, heterogéneo, composto por jovens que o imaginaram ouvindo, na rádio, as emissões clandestinas do Angola Combatente. Após a Revolução dos Cravos, esses jovens tornam-se politicamente muito activos, desenvolvendo acções, em nome do MPLA, nas escolas e nos musseques.

Foi o choque de duas gerações e de duas ideologias, a pró-soviética da cúpula do MPLA e a maoista dos jovens idealistas. As primeiras prisões políticas ocorreram ainda antes da independência de Angola. Estima-se que mais de cem militantes desta extrema-esquerda, dos CAC, da OCA e do NJS, foram presos e torturados, até 1980. Só depois de várias e prolongadas greves de fome é que os libertaram. Eram homens e mulheres, angolanos e portugueses. Deixam-nos aqui o seu testemunho.

Autora:

Leonor Figueiredo nasceu em Portugal, cresceu em Angola. Jornalista há mais de 30 anos, passou por jornais, revistas e agências de notícias. Trabalhou 21 anos no Diário de Notícias, onde recebeu mais de 20 prémios internos. Foi distinguida com o Prémio de Imprensa da Comissão Nacional de Luta Contra a Sida (1997), o Prémio de Reportagem Ramiro da Fonseca e o Prémio Bordalo da Imprensa, atribuídos pela Casa da Imprensa (1999), e o Prémio de Imprensa da Liga Portuguesa Contra o Cancro (2002). Nos últimos anos, colaborou com o jornal de cultura angolano O Chá e a revista Caju, suplemento do Sol em Angola. Sobre os anos da descolonização de Angola e os primeiros anos de independência, publicou: Luanda 1974/1975: O Movimento Estudantil (2012), Sita Valles: Revolucionária, Comunista até à Morte (2010), Ficheiros Secretos da Descolonização de Angola (2009).

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Pão de Açúcar
    Faz agora em fevereiro catorze anos que se deu um acontecimento que apaixonou o País e deixou os ...
  • 02.02.2020 22:44
  • Budapeste
    Este livro fala de uma profissão que muitos podem considerar ficção, mas é muito real e mais vulgar do ...
  • 18.01.2020 23:22
  • A Luz de Pequim
    Apesar de ter vários livros do autor na estante, ainda não tinha tido a oportunidade de ler qualquer ...
  • 15.01.2020 13:56

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

 "Há mais do que uma maneira de queimar um livro. E o mundo está cheio de pessoas que correm de um lado para o outro com fósforos acesos".
Ray Bradbury in Fahrenheit 451