O Jardim dos Segredos

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autora: Kate Morton
Edição: 2009
Páginas: 552
ISBN: 9789720041722
Editora: Porto Editora

 



Em 1913 uma criança é encontrada só, num barco que se dirigia à Austrália, com apenas uma malinha branca contendo um livro de obscuros contos infantis. Uma mulher misteriosa prometera tomar conta dela, mas desapareceu sem deixar rasto.
Um século depois, acompanhamos Cassandra na sua tentativa de resolver o mistério de uma pequena criança perdida.

Um dos instrumentos que favorecem essa procura é um livro de obscuros contos infantis do início do séc. XX, três dos quais, de uma prosa belíssima, aparecem ao longo do próprio texto. Aparentemente, a autora destas histórias, Eliza Makepeace, será a chave para Cassandra finalmente recuperar a verdade sobre a origem da sua família.

Leia aqui o 1º capítulo

Desta autora no Segredo dos Livros:
O Segredo da Casa de Riverton

Autora:

Kate Morton, a mais velha de três irmãs, cresceu nas montanhas do Nordeste da Austrália, em Queensland. Formou-se em Arte Dramática e Literatura Inglesa e está a fazer doutoramento na Universidade de Queensland. Vive entre Londres e Brisbane com a família.
É uma das autoras mais reconhecidas mundialmente: todos os seus romances alcançaram as listas de livros mais vendidos, estão publicados em 38 países e já venderam mais de 8 milhões de exemplares.

Saiba mais em www.katemorton.com ou visite a página da autora no Facebook.

Comentários  

 
-1 #9 Maria João 2010-11-05 11:11
Um livro a não perder.
Com esta autora, nunca sei bem o que esperar. Pessoalmente, não gostei do seu primeiro livro, enquanto que este me prendeu da primeira à última página. Consegue andar a saltitar de época para época, sem que nos percamos. No final, é uma revelação saber qual a história da pequena Nell. E é necessário fazer referencia aos contos de Eliza que são simplesmente deliciosos.
 
 
#8 Júlia 2010-07-19 10:27
Este livro está mais ou menos dividido em três partes, três histórias de vida que acabam por se encaixar de uma maneira maravilhosa.
Tudo começa com o desaparecimento de uma menina de quatro anos e o seu posterior aparecimento num barco rumo a Austrália sozinha, apenas com uma mala que, de entre outras coisas, tem um livro de contos de Eliza Make­pe­ace, decorria o ano de 1913.
Aos 21 anos, o pai adoptivo de Nell conta-lhe que ela não é sua filha, mas sim que fora encontrada e adoptada, mas só aquando da sua morte é que lhe entrega a mala branca com que foi encontrada. Nell ruma à Cornualha, na tentativa de descobrir as suas origens, decorria o ano de 1975. Para concluir as investigações, Cassandra, neta de Nell, ruma à Cornualha para terminar o que a sua avó querida tinha começado, isto nos dias de hoje,2005.
Apesar da autora nos fazer saltar consecutivament e de época em época, não nos tira o interesse da história, que está escrita com uma simplicidade que não nos deixa despegar.
Gostei muito e vou manter esta autora debaixo de olho.
 
 
#7 Joana Dias 2010-07-01 17:11
Todo o livro se passa à volta do mistério de uma menina com menos de 4 anos, que aparece em 1913 num navio na Austrália, completamente sozinha e apenas com uma mala branca que nada mais contém que um estranho livro de contos de fadas e um pequeno vestido. Ninguém sabe como ela lá foi parar e explicar este mistério. O livro explora uma grande parte do século XX e o início do século XXI, contando-nos a história de 3 mulheres: Eliza a autora do livro de contos de fadas, Nell a menina misteriosa e Cassandra a sua neta.
A autora arriscou muito com estes saltos temporais. Troca constante de personagens e intercala contos de fadas pelo meio, e podia ter tornado o livro num monte confuso de páginas, pouco cativante e sem nenhum foi condutor. Mas tal não acontece. A autora tem uma escrita tão habilidosa e fluída e conta a história com tal mestria que esta constante mudança de épocas e personagens se torna numa mais valia, dando-nos a conhecer diferentes países, épocas e histórias que se concentram todas na resposta ao mistério inicial da história.
As revelações que nos vão sendo dadas ao longo da história, tornam o livro viciante e inesperado, pois, muitas vezes, essas revelações vão ser contrariadas por novas revelações que nos deixam em constante suspense. Os contos de fadas são maravilhosos, embora um pouco obscuros e dão um toque muito especial à história. São mais de 500 páginas que passam a correr.
 
 
#6 Roberta Gonçalves 2010-06-21 18:25
Simplesmente genial!
Há bastante tempo que não lia um livro com tanto entusiasmo, em que todos os segundos que tinha disponíveis eram para ler, nem que fosse apenas uma página. Se o "O Segredo da Casa de Riverton" me encantou, este "Jardim dos Segredos" deixou-me completamente rendida.

Sem dúvida o melhor livro que li este ano.

Acompanhamos paralelamente a história de 3 gerações de uma família no encalço da resolução do grande mistério da vida de Nell. Temos Eliza no início do Século, temos Nell aquando da descoberta do seu passado e posteriormente quando resolve investigar já na década de 70 e depois temos Cassandra, já em 2005 que acaba por desvendar todos os segredos da família... e não só...

A autora consegue criar uma teia muito bem emaranhada com todos os acontecimentos, sempre saltando ao longo do século, mas nunca perdendo o fio à meada.

Uma leitura viciante, com uma história extremamente bem conseguida, de maneira a que quando o leitor tem toda a história encaminhada, com todos os pontos os pontos nos "is" dá-se uma reviravolta tal que ficamos com todas as dúvidas iniciais e mais algumas, pois nada é o que parece.

Esta é sem dúvida uma autora a seguir e um livro a ler e reler.
 
 
#5 Vera Mouta 2010-06-04 14:11
Este é o segundo livro da escritora editado em Portugal e é o segundo livro dela que leio. E não me desiludiu, acho que está na linha do anterior.

Este livro conta várias histórias: Nell, Cassandra, Eliza, Rose, Adeline, Nathaniel todos têm uma palavra a dizer neste livro. A autora conseguiu entrelaçar a vida de vários personagens, criando uma história cheia de mistérios e surpresas.

Devo confessar que, no início, me custou a entrar um pouco na história, devido ao saltar entre o passado e o presente e com a introdução das personagens e a relação entre elas, mas com o desenrolar da história isso começa a esbater-se e o que interessa é saber mais do porquê de uma menina de 4 anos ter sido encontrado num porto da Austrália, sem ninguém a acompanhar.
Ao longo do livro, fui levantando várias questões e, no final, tudo é esclarecido e ficamos também a compreender o título e a importância do jardim esquecido pelo tempo…

No livro tem também uns pequenos contos infantis escritos pela Eliza Makepeace, que são uma metáfora da vida que ela conheceu e viveu.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Deixem Passar o Homem Invisível
    Dez anos depois de ter vencido o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLB 2009, regressa em nova ...
  • 25.03.2020 23:36
  • O Caçador de Brinquedos
    Se gosta de ficção científica, não deixe de ler este livro! João Barreiros é considerado um dos ...
  • 12.03.2020 16:59
  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22

Últimos Tópicos

    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 6 dias 19 horas
    • Espaço para livros
    • Uma maneira simples e barata é embrulhá-los em rolo autoaderente, daquele que...
    • há 2 meses 4 dias
    • Melhores Livros De Romance
    • Obrigado pela partilha! Diversos desses livros têm nomes diferentes na edição...
    • há 2 meses 5 dias

Uma Pequena Palavra...

"Um livro é um brinquedo feito com letras. Ler é brincar."
Rubem Alves