O Livro do Deslembramento

Autor: Ondjaki
Género: Romance
Edição: Ago/2020
Páginas: 208
ISBN: 9789722130356
Editora: Caminho

 

 

Tal como em outras obras de Ondjaki, a ação de O Livro do Deslembramento localiza-se em Luanda no período em que, após os acordos de Bicesse, a guerra civil parou, e houve eleições em Angola pela primeira vez. Mas em pouco tempo reacende-se a guerra civil. Como diz o narrador, «aquela guerra que nunca ninguém nos apresentou ou explicou, a guerra que sempre tinha “andado lá longe” sem nos ameaçar assim nas ruas da nossa cidade, no nosso mar, nas nossas praias, nas nossas famílias».

É essa Luanda que nos é aqui apresentada pelos olhos de uma criança. Essa Luanda em que «uma pessoa não sabe passar um dia só sem inventar uma estória». E as histórias seguem-se, numa estudada circularidade, até à última página. Mas aqui chegados tudo muda. Aquele mundo, vivido como uma história de encantar, tem debaixo de si um vulcão prestes a explodir.
O Livro do Deslembramento é certamente uma das mais belas obras de autoficção da literatura em língua portuguesa. E Ondjaki, neste ano de 2020 em que passam precisamente vinte anos sobre a publicação do seu primeiro livro, dá-nos agora um dos seus melhores romances.

Deste autor no Segredo dos Livros:
A Estória do Sol e do Rinoceronte (infantil)
Há Gente em Casa (poesia)
O Convidador de Pirilampos (infantil)
O Voo do Golfinho (infantil)
O Leão e o Coelho Saltitão (infantil)
Materiais para Confecção de um Espanador de Tristezas (poesia)

Autor – Ondjaki

Autor:

Ondjaki nasceu em Luanda em 1977. Prosador. Às vezes poeta. Co-realizou um documentário sobre a cidade de Luanda (Oxalá Cresçam Pitangas – Histórias de Luanda). É membro da União dos Escritores Angolanos. Está traduzido em francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio, sueco e chinês. Prémio Literário Sagrada Esperança 2004 (Angola) e Prémio Literário António Paulouro 2004, com e se amanhã o medo (contos); Grande Prémio de Conto «Camilo Castelo Branco» C. M. de Vila Nova de Famalicão/APE 2007, com os da minha rua; o Grinzane for Africa Prize – Young Writer 2008 (pelo conjunto da obra); Prémio FNLIJ Brasil 2010 com AvóDezanove e o segredo do soviético (romance); Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, 2012, com a bicicleta que tinha bigodes; Prémio José Saramago 2013, com Os Transparentes.

0 comentários
1 like
Anterior: MumtazzSeguinte: Rio das Flores

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes