O Meu Amor Existe

FaceBook  Twitter  

 

 

Autora: Margarida Rebelo Pinto
Edição: Nov/2016
Páginas: 232
ISBN: 9789897243356
Editora: Clube do Autor

 

 

 

O livro mais romântico de Margarida Rebelo Pinto desde "O Diário da Tua Ausência", "O Meu Amor Existe" é feito de vários registos do quotidiano, desabafos e confissões sobre a vida. Textos inéditos, apontamentos sobre a intimidade e poemas compõem o livro mais íntimo da autora.

"Foi um livro escrito com a máxima sinceridade", refere a autora, "sem filtros e com muita energia". Sob a forma de um diário, "O Meu Amor Existe" é um relato humano e sensível sobre a vida e sobre o amor, tal qual um mergulho íntimo nos sentimentos da escritora portuguesa mais romântica da atualidade.

Desta autora no Segredo dos Livros:
Mariana, meu amor
O Amor é Outra Coisa

Autora:

Margarida Rebelo Pinto nasceu em Lisboa em 1965. Formou-se em Línguas e Literaturas Modernas na Universidade de Lisboa e desde cedo colaborou em vários órgãos de comunicação social, trabalhou como copy-writer e escreveu guiões para cinema e televisão.
O seu primeiro livro, Sei lá, publicado em 1999, foi um dos maiores sucessos de vendas em Portugal, atingindo números de vendas pouco usuais para o país. Os seus títulos seguintes rapidamente alcançaram um êxito similar. A sua obra literária é composta por romances, livros de crónicas e pequenas ficções e livros infantis.

Visite a página da autora no Facebook

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03
  • A Aluna Americana
    Este é o mais recente romance de João Pedro Marques, autor de, entre outros, "Uma Fazenda em África" ...
  • 25.04.2019 20:42
  • O Último Cabalista de Lisboa
    Consegui, finalmente, ler este livro que foi o primeiro romance de Richard Zimler. Publicado em 1996 ...
  • 07.04.2019 23:56

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Vivemos de palavras. Vamos até à cova com palavras. Submetem-nos, subjugam-nos. Pesam toneladas, têm a espessura de montanhas. São as palavras que nos contêm, são as palavras que nos conduzem."
Raúl Brandão