O Pai da Menina Morta

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Tiago Ferro
Género: Romance
Edição: Out/2018
Páginas: 192
ISBN: 9789896714567
Editora: Tinta da China

 

 

 

O mecanismo é cruel, mas entra automaticamente em acção a partir do momento em que o narrador sai do enterro da sua filha de oito anos: agora, ele vai ser sempre O Pai da Menina Morta. A partir da dor e da reconfiguração do mundo que acontece após essa perda indizível, este romance de estreia (construído a partir de uma tragédia pessoal) reúne coragem, agonia, tristeza, humor e vitalidade para captar, dentro do possível, o impacto da morte de uma filha na vida do pai.

Romance fragmentado, composto por secções que formam uma espécie de estrutura caleidoscópica do luto, o livro de Tiago Ferro não se limita a ser um inventário da dor, ampliando o registo de um episódio devastador a partir da manipulação consciente e irónica de temas como auto-imagem, sexualidade, humor, casamento, amizade, confissão, memória, fabulação e vida contemporânea.

Autor:

Tiago Ferro (São Paulo, 1976) é editor e escritor. É um dos fundadores da editora de ebooks e-galáxia e da revista de ensaios Peixe-elétrico. Colabora regularmente com textos sobre cultura nas revistas Piauí, Cult e Suplemento Pernambuco. Mestre em história social pela Universidade de São Paulo, está atualmente a fazer um doutoramento em torno da obra do crítico literário Roberto Schwarz. O Pai da Menina Morta (publicado em 2018 no Brasil) é o seu primeiro romance.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Crash
    Depois de ter lido "Arranha-Céus" de J. G. Ballard, um romance que me deixou a pensar seriamente nos ...
  • 10.07.2019 22:32
  • Amantes de Buenos Aires
    Amantes de Buenos Aires, o novo romance de Alberto S. Santos, baseia-se numa história real e segue a ...
  • 08.07.2019 16:24
  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

 "Há mais do que uma maneira de queimar um livro. E o mundo está cheio de pessoas que correm de um lado para o outro com fósforos acesos".
Ray Bradbury in Fahrenheit 451