O Sabor do Momento

FaceBook  Twitter  

 

 

Autora: Nora Roberts
Série: Quarteto de Noivas (Vol. 3)
Edição: Fev/2014
Páginas: 288
ISBN: 9789897100833
Editora: Chá das Cinco

 

 


Laurel McBane sempre recorreu às amigas para apoio, especialmente quando o sonho de frequentar uma escola de culinária quase foi arruinado pelos problemas financeiros dos seus pais. Agora Laurel retribui a generosidade das amigas criando bolos extravagantes que acrescentam um toque perfeito à empresa de casamentos que fundaram.

Laurel acredita no amor mas é demasiado discreta para os luxos desejados por outras mulheres. O que ela aprecia mesmo são homens fortes e inteligentes, como Delaney, irmão da sua amiga Parker, por quem Laurie sente uma paixoneta desde criança. Mas algumas paixões duram mais do que outras e Laurel está convencida que o advogado, bem na vida, está fora do seu alcance.
Até que, certo dia, Laurel perde a cabeça e surge um beijo quente e inesperado entre ambos. Cheia de dúvidas e sem saber o que esperar do futuro, conseguirá transformar esse momento de paixão em algo mais eterno?

Volumes anteriores desta série:
Um Dia Perfeito
Um Mar de Rosas

Autora:

Nora Roberts é uma das autoras mais lidas, acarinhadas e respeitadas do mundo. Com mais de 400 milhões de cópias vendidas em todo o mundo e cerca de 90 bestsellers na lista do New York Times, foi a primeira autora a ser convidada para o Romance Writers of America Hall of Fame. Nascida em Silver Spring, Maryland, Nora Roberts é a mais nova de cinco filhos e vive em Keedysville, onde continua a escrever. Sob o pseudónimo de J. D. Robb, é autora de Mortal, uma série cujo enredo policial se passa no futuro e tem atingido um êxito semelhante às suas histórias românticas.

Saiba mais sobre a autora em www.noraroberts.com

Visite o Clube Nora Roberts e seja uma fã da autora.

Comentários  

 
#1 Lurdes Graça Pereira da Silva 2014-02-16 18:42
Nora Roberts no seu melhor. Diverti-me imenso com este romance e penso que daria um excelente filme de comédia romântica.

Este é o terceiro volume duma série que relata a dinâmica dum quarteto de amigas, que o são desde sempre, e o meio em que interagem que, na sua vida adulta, é a organização de casamentos.
Neste, a personagem central é Laurel.

Ela faz bolos de casamento, não bolos banais, mas sim uns bolos mágicos, de acordo com a personalidade das pessoas.

Por outro lado, ela e Del descobrem uma nova mexida entre eles, diferente da «irmandade» que têm desde crianças e querem saber se vale a pena avançar ou preservar a amizade.

Adorava ter uma Laurel na minha vida como amiga e que me fizesse um dos seus bolos.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03
  • O Túmulo do Mestre
    O escritor de "O Túmulo do Mestre" conseguiu os seus objectivos. Leva-nos a viver uma história muito ...
  • 18.04.2020 19:56

Últimos Tópicos

    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 2 semanas 2 dias
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 3 semanas 5 dias
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 2 meses 5 dias

Uma Pequena Palavra...

"Algumas obras morrem porque nada valem; estas, por morrerem logo, são natimortas. Outras têm o dia breve que lhes confere a sua expressão de um estado de espírito passageiro ou de uma moda da sociedade; morrem na infância. Outras, de maior escopo, coexistem com uma época inteira do país, em cuja língua foram escritas, e, passada essa época, elas também passam; morrem na puberdade da fama e não alcançam mais do que a adolescência na vida perene da glória. Outras ainda, como exprimem coisas fundamentais da mentalidade do seu país, ou da civilização, a que ele pertence, duram tanto quanto dura aquela civilização; essas alcançam a idade adulta da glória universal. Mas outras duram além da civilização, cujos sentimentos expressam. Essas atingem aquela maturidade de vida que é tão mortal como os Deuses, que começam mas não acabam, como acontece com o Tempo."
Fernando Pessoa, in Heróstrato