O Visconde das Camélias Carmesins

FaceBook  Twitter  

 

 

Autora: Beatriz Meireles
Género: Romance
Edição: Mar/2020
Páginas: 124
ISBN: 9789895471805
Editora: Idioteque

 

 


«Neste novo romance de Beatriz Meireles coexistem os amores e os desamores, a riqueza e a pobreza, a legitimidade e a ilegitimidade prazenteira das relações físicas e emocionais entre homem e mulher daquela época, a efémera alegria como as mais profundas e lassa tristeza que, de forma intemporal e não geográfica, sempre habitou afinal o "mais que humano em nós"».

Autora:

Beatriz Meireles é licenciada e mestre em Direito, tendo exercido a advocacia em Paredes.
Desde 2017 é Vereadora dos Pelouros da Ação Social, Cultura e Turismo na Câmara Municipal de Paredes, funções que lhe permitem coordenar a Revista Cultural do Município de Paredes – Orpheu Paredes e o Café Literário, entre outros projetos culturais interessantes.
Escreveu algumas crónicas e contos para jornais locais. Em 2019 publicou a sua primeira novela – "Depois da Morte (um amendoal em flor)".

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03
  • O Túmulo do Mestre
    O escritor de "O Túmulo do Mestre" conseguiu os seus objectivos. Leva-nos a viver uma história muito ...
  • 18.04.2020 19:56

Últimos Tópicos

    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 2 semanas 1 dia
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 3 semanas 4 dias
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 2 meses 4 dias

Uma Pequena Palavra...

"O Homem e o escritor são a mesma pessoa. Mas este facto constitui a maior descoberta de um escritor. Precisei de muito tempo - e de quantas páginas escritas! - para chegar a essa síntese."
V.S.Naipaul, in O Enigma da Chegada.