Observações

FaceBook  Twitter  

Autora: Jane Harris
Edição:
Abril/2010
Páginas: 448
Editora: Editorial Presença

Leia aqui um excerto do livro

Em plena época vitoriana, Bessy Buckley, uma irlandesa de 15 anos, encontra um lugar de criada numa mansão isolada que pertence à encantadora Arabella Reid e ao seu marido, um político com ambições. Arabella faz-lhe várias e intrigantes exigências entre as quais a de que descreva, num diário, as suas tarefas e os seus pensamentos mais íntimos. Apesar de tudo Bessy afeiçoa-se à sua patroa, mas acaba por descobrir que a mansão esconde segredos surpreendentes. Uma sátira inteligente à hipocrisia vitoriana, bem-humorada e com um enredo que cria um suspense psicológico subtil.

«É quase impossível de encontrar um relato de época como este; ora triste, ora divertido, mas sempre verdadeiro.»
Entertainment Weekly

Autora:
Jane Harris nasceu em 1962, na Irlanda, cresceu em Glasgow e estudou na Universidade de East Anglia. Publicou vários contos e realizou diversas curtas-metragens que foram premiadas. Este é o seu romance de estreia.
É detentora dos seguintes prémios: Waterstone's Book of the Month (Abril 2006); USA Book of the Month Club's First Fiction Prize (2007); Waterstone's 25 Authors for the Future.

Comentários  

 
#5 Margarida Cruz 2010-09-04 00:03
"Observações" foi, sem dúvida, uma surpresa. Acho que nunca antes tinha lido um livro que me agarrasse de imediato, e com imediato quero dizer desde a primeira frase. É isto que acontece na história de Bessy, a protagonista que nos conta a sua vida através de uma escrita hilariante, simples e incrivelmente humilde.
É fascinante a forma como a autora consegue que o leitor se vicie na protagonista desta história, Bessy, uma rapariga cheia de estaleca e com o seu quê de rebeldia. Contudo, apesar deste seu lado mais selvagem vamos descobrindo, ao longo da sua história, a intensa doçura que brota do coração desta personagem, sendo ela capaz de conquistar o leitor com a sua fabulosa personalidade.
Apesar de a história em si ser deveras interessante e cativante, confesso que a escrita e o vocabulário utilizado ao longo de toda a obra conseguem ser mais ainda mais atractivos, viciando o leitor na história não tanto pela narrativa em si mas pelo modo como é contada.
Uma história de mistério que vai prender todo e qualquer leitor. A relação entre Bessy e a "patroa" é um dos pontos fulcrais na história que, no fim, nos oferece uma interessante mensagem. Contudo, os acontecimentos com que o leitor se vai deparando envolvem-no num fogoso thriller que aguça a fome da leitura a cada virar de página.
Um livro a não perder e uma autora para não perder de vista.
 
 
#4 Júlia 2010-08-02 18:30
Comecei a ler este livro um pouco de pé atrás, pois as criticas não eram todas favoráveis, mas devo dizer que foram umas belas horas de leitura.
O livro está relatado na primeira pessoa que é a Bessy. Adorei-a logo de início, porque escreve como fala e é tão cómica que me fartei de rir. Ela é criada de Arabella, uma senhora que é mulher de um sovina com aspirações a politico na época vitoriana.
Ao longo do livro, Bessy vai relatando a sua relação com a patroa, muito misteriosa, sobretudo em relação à morte da sua anterior criada, ao mesmo tempo que vai desvendando o seu passado cruel.
Escrito com simplicidade e que nos transmite um misto de sentimentos.
Recomendo!
 
 
#3 fernanda carvalho 2010-06-23 18:57
Foi com alguma curiosidade que encetei esta leitura, mas nada me fazia esperar a preciosidade que fui encontrar.
“Observações” é supostamente um livro escrito por uma senhora da época vitoriana, que se baseia num rudimentar estudo por ela efectuado sobre as criadas que vai tendo ao seu serviço. Mas… o relato na verdade é feito na primeira pessoa, por uma das criadas, também ela objecto desse estudo.
Bessy é uma extraordinária rapariga e a sua narrativa conquista-nos de imediato. Escreve tal qual como fala, e assim nos vai introduzindo na história, que de simples nada tem.
Este livro é sem dúvida um romance histórico, onde encontramos registos sobre os valores morais e costumes da sociedade victoriana, no entanto, acaba por ser muito mais. É um livro cheio de humor, que muitas vezes me fez dar umas boas gargalhadas (principalmente com as tiradas de Bessy), mas é também um livro que encerra algumas verdades mais tristes daquela época que são um pouco mais complicadas de digerir.
O mistério que envolve a Senhora Arabella e a sua anterior e mais querida criada é algo que apenas vemos esclarecido nas últimas páginas do livro, mas que sem dúvida marca o compasso da narrativa.
Gostei imenso e tão cedo não me vou esquecer da perspicaz e desembaraçada Bessy.
 
 
#2 Carla Alexandra Silva 2010-06-08 23:10
A personagem principal desta história é Bessy. Ela é única, dona de uma personalidade muito caricata, faz com que nos apaixonemos por este livro. No decorrer do contar da sua história, ri muito e, muitas vezes, também fiquei indignada e à beira das lágrimas. Este livro está escrito de um modo muito inteligente, muito comovente e principalmente com muito sentido de humor. A época em que o livro decorre está muito bem retratada, gostei muito deste romance.
 
 
#1 Helena 2010-05-10 11:24
Nas primeiras páginas, Bessy Buckley prendeu-me à história. Uma miúda mentirosa, malcriada, vivaça que se reinventa depois de uma fuga a uma vida sórdida e decadente com a mãe e que casualmente encontra Arabella Reid, da pequena aristocracia, mas que vive numa degradada mansão sem mais empregados e casada com um sovina, com pretensões políticas.
A curiosidade e sagacidade levam-na a descobrir e bisbilhotar o "Observações", apesar da estima e admiração que sente pela patroa, e as consequências são tremendas. O suspense e a intensidade da história aumenta e tornou-se leitura compulsiva, para desvendar um passado de culpa com uma antecessora.
Bem contada, com usos e costumes de uma época, este emocionante romance é maravilhoso.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Crash
    Depois de ter lido "Arranha-Céus" de J. G. Ballard, um romance que me deixou a pensar seriamente nos ...
  • 10.07.2019 22:32
  • Amantes de Buenos Aires
    Amantes de Buenos Aires, o novo romance de Alberto S. Santos, baseia-se numa história real e segue a ...
  • 08.07.2019 16:24
  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas, por incrível que pareça, a quase totalidade não sente esta sede."
Carlos Drummond de Andrade