Olhos Brilhantes

 

  

 

 

Autora: Catherine Anderson
Edição: Out/2010
Páginas: 438
Editora: Arcádia (uma chancela Babel)

 

Zeke Coulter gostava de viver sozinho – ou pelo menos achava que gostava – até conhecer a sua vizinha, a atraente cantora Nathalie Patterson. Jeke tinha ido a casa de Nathalie para ter uma conversa séria sobre o filho dela, Chad,  que tinha vandalizado o jardim e a casa nova de que Jeke tanto se orgulhava.
Na esperança de ensinar ao rapaz o que é a responsabilidade, Zeke insiste em que Chad trabalhe em sua casa para recuperar os danos. Nathalie e a sua filha Rosie querem ajudar igualmente para que Chad não falhe o acampamento de Verão.

Nathalie, recentemente divorciada e lutando para sobreviver com os dois filhos, sabe que Chad está a atravessar uma fase difícil, mas não adivinhava que o tempo passado com Jeke era precisamente aquilo de que Chad necessitava.
Quando as obras acabam, Jeke dá por si numa casa imensamente vazia, mas ainda a tempo de tomar a decisão que pode mudar a sua vida.

Autor – Catherine Anderson

Autora:

Catherine Anderson vive numa cabana nas montanhas do Oregon com o marido e dois rottweilers. A esplêndida vista de que disfruta sobre o lago e as longas conversas que mantém com a família e amigos são fontes de inspiração para os seus romances. Histórias tocantes em que o amor supera todas as vicissitudes.

Visite o site oficial da autora em www.catherineanderson.com

5 comentários
0 likes
Anterior: Conspiração 365 – JaneiroSeguinte: Diários Secretos de Eva Braun

Comentários

  • Helena

    Junho 22, 2011 às 22:54
    Responder

    Um romance terno, comovente com as personagens dos filhos de Natalie e divertidíssimo com Chester, o ganso.Ri com gosto sobre os ataques territoriais/defensivos do Chester. Um verdadeiro romance que nos faz sonhar com o amor e com a possibilidade de um final feliz, com um viril e inteligente vaqueiro que conquista não apenas a mulher que o arrebatou com a sua voz e a sua beleza, mas também os seus filhos que o pai ignorava. Uma escrita simples, mas bem estruturada, que me permitiu desanuviar e enlevar-me nos acontecimentos que envolveram estas personagens.Um romance que não desilude, para quem conhece […] Ler Mais...Um romance terno, comovente com as personagens dos filhos de Natalie e divertidíssimo com Chester, o ganso.Ri com gosto sobre os ataques territoriais/defensivos do Chester. Um verdadeiro romance que nos faz sonhar com o amor e com a possibilidade de um final feliz, com um viril e inteligente vaqueiro que conquista não apenas a mulher que o arrebatou com a sua voz e a sua beleza, mas também os seus filhos que o pai ignorava. Uma escrita simples, mas bem estruturada, que me permitiu desanuviar e enlevar-me nos acontecimentos que envolveram estas personagens.Um romance que não desilude, para quem conhece outros romances de Catherine Anderson. Read Less

  • Vera Mouta

    Junho 12, 2011 às 20:35
    Responder

    Este foi o último livro a sair da autora cá em Portugal e, finalmente, decidi-me a lê-lo. E em boa hora o fiz, porque eu adorei o livro.Quem já leu algum livro desta autora sabe mais ou menos com o que contar: um romance entre os protagonistas com dificuldades à mistura, mas sempre com um happy ending no fim. Este livro não foge à regra, mas é muito divertido e emocionante.Tem momentos divertidíssimos com o Zeke a ser atacado por um ganso; as tiradas da Rosie, filha da Natalie – as crianças são mais espertas que sei lá o quê; […] Ler Mais...Este foi o último livro a sair da autora cá em Portugal e, finalmente, decidi-me a lê-lo. E em boa hora o fiz, porque eu adorei o livro.Quem já leu algum livro desta autora sabe mais ou menos com o que contar: um romance entre os protagonistas com dificuldades à mistura, mas sempre com um happy ending no fim. Este livro não foge à regra, mas é muito divertido e emocionante.Tem momentos divertidíssimos com o Zeke a ser atacado por um ganso; as tiradas da Rosie, filha da Natalie – as crianças são mais espertas que sei lá o quê; a família dela era tão divertida.É um livro em que o amor vence os obstáculos que se interponham no seu caminho, em que nunca é tarde para amar e que uma relação é um compromisso assumido por duas pessoas e em que tem de haver cedências de ambas as partes.Achei bastante comoventes as partes que envolviam o Chad e o Zeke, pela forma como o Zeke tentava apoiá-lo sem nunca denegrir a imagem do pai dele e estar lá quando o miúdo mais precisava de uma palavra de conforto e amizade. Read Less

  • Patrícia Matos

    Abril 27, 2011 às 22:37
    Responder

    [i]Olhos Brilhantes[/i] de Catherine Anderson é um livro encantador, comovente e em muitos momentos hilariante. Até hoje, gostei de todos os livros que li da autora e este não é excepção, mais uma vez toca verdadeiramente no coração do leitor.Nathalie Patterson é uma mulher recentemente divorciada, com dois filhos pequenos e que luta diariamente para ultrapassar a fase difícil que estão atravessar, tanto económica com emocionalmente. Chad, o seu filho mais velho, é um menino revoltado com o divórcio e com a falta de atenção do pai. Como forma de chamar a atenção, vandaliza a casa de Zeke, o seu […] Ler Mais...[i]Olhos Brilhantes[/i] de Catherine Anderson é um livro encantador, comovente e em muitos momentos hilariante. Até hoje, gostei de todos os livros que li da autora e este não é excepção, mais uma vez toca verdadeiramente no coração do leitor.Nathalie Patterson é uma mulher recentemente divorciada, com dois filhos pequenos e que luta diariamente para ultrapassar a fase difícil que estão atravessar, tanto económica com emocionalmente. Chad, o seu filho mais velho, é um menino revoltado com o divórcio e com a falta de atenção do pai. Como forma de chamar a atenção, vandaliza a casa de Zeke, o seu novo vizinho.Zeke é solteiro e gosta de viver sozinho e de tratar do seu novo rancho, até conhecer Nathalie. Chad passa o verão com Zeke a reparar os estragos que fez na casa e no jardim, para aprender a ser mais responsável e rapidamente se tornam grandes amigos. Mais tarde, Nathalie e a sua filha mais nova juntam-se a eles para ajudar nas obras da casa.Zeke acaba por se apaixonar por Nathalie e pelas crianças e descobre que, afinal, deseja construir uma família. Quando o ex-marido de Nathalie é encontrado morto, todos as provas apontam para Nathalie como culpada e só com o apoio incondicional de Zeke, Nathalie e a sua família conseguiram superar mais uma dificuldade.[i]Olhos Brilhantes[/i] é uma bela história de amor, emocionante, divertida e desperta-nos emoções ao longo de toda a leitura. Um livro profundamente romântico, cativante e difícil de largar. Muito bem escrito, um pouco previsível, mas nem por isso menos interessante. Com personagens marcantes, apaixonantes, destemidas, que não nos deixam indiferentes.Uma leitura muito agradável, que prova como nunca é tarde para amar e que o poder do amor vence qualquer batalha. Recomendo. Read Less

  • Inês Santos

    Fevereiro 26, 2011 às 0:08
    Responder

    No geral, achei a história de Zeke e Natalie muito ao estilo de Nora Roberts.Trata-se de uma história em que o destino junta duas almas gémeas que, ao longo do livro, vão encontrando muitos obstáculos e perigos. Ao contrário de Nora, Catherine Anderson não os separa, havendo só algum impacto quando o casal se conhece e, por isso, permanecem sempre juntos e apoiando-se, enquanto atravessam as dificuldades.A família é um ponto bastante desenvolvido e sempre presente. Natalie está sempre acompanhada por algum elemento, incluindo o ganso, tanto da sua como da família Zeke.O amor está sempre presente, talvez um pouco […] Ler Mais...No geral, achei a história de Zeke e Natalie muito ao estilo de Nora Roberts.Trata-se de uma história em que o destino junta duas almas gémeas que, ao longo do livro, vão encontrando muitos obstáculos e perigos. Ao contrário de Nora, Catherine Anderson não os separa, havendo só algum impacto quando o casal se conhece e, por isso, permanecem sempre juntos e apoiando-se, enquanto atravessam as dificuldades.A família é um ponto bastante desenvolvido e sempre presente. Natalie está sempre acompanhada por algum elemento, incluindo o ganso, tanto da sua como da família Zeke.O amor está sempre presente, talvez um pouco demasiado, mas o suspense e o mistério também. Não fiquei muito convencida com o vilão, visto que não é uma personagem revelação. Além disso, tem uma história pessoal que apela à nossa compaixão. Parece um pouco arranjado à pressa e tanto surge, como desaparece demasiado rapidamente, como se apenas servisse para fechar a história, o que não está de acordo com tudo o que se passou anteriormente, já que a maior parte do livro andou em volta do que este homem fez. Penso que a mãe de Robert, o ex-marido de Natalie, daria uma excelente assassina, tanto pela sua frieza, como pelo seu egoísmo e pelo seu apego ao dinheiro.A primeira parte é bastante cómica com os episódios familiares, principalmente os que envolvem o ganso e o avô Charlie.Neste caso, achei Zeke demasiado macho e autoritário, tanto que a escritora reforça este ponto em determinada altura. Ao mesmo tempo que ele é protector, também é muito lamechas, o que faz com que não haja um meio termo. Em relação aos seus irmãos, posso afirmar que me rendi a eles e lhes achei imensa piada; o mesmo para Rosie, com a sua inteligência e ingenuidade.Apesar de todo o "amor" presente em Olhos Brilhantes e de Catherine o desenvolver bastante, muitas vezes repetindo discursos e ideias, notei um pouco de falta de interesse na personagem feminina para com a sua suposta alma gémea. O oposto foi bastante explícito. Penso que a autora falhou um pouco no POV da personagem principal.Em relação à capa e à sinopse, achei-as cativantes, mas, após ler o livro, posso afirmar que estão muito aquém da história que se desenrola por dentro. A espessura do livro engana um pouco, já que a altura é menor que o normal e o papel é mais espesso que o resto.Concluindo, a obra lê-se bastante bem, principalmente graças à mistura de romance com thriller. A fluidez da escrita de Anderson e o seu leque de personagens são bastante atractivas para devorarmos o livro e continuarmos a acompanhar a bibliografia da escritora. Read Less

  • veronica silva

    Fevereiro 7, 2011 às 21:16
    Responder

    Em Olhos Brilhantes, conhecemos a história de Zake Coulter e Nathalie Patterson. Ele é um solteirão que acaba de comprar uma casa nova, ela uma mulher divorciada com dois filhos menores, o sonho em ser cantora e um negócio que já viu melhores dias. Tudo começa quando Chad, o filho de Nathalie vandaliza a casa de Zake. Chad está revoltado com o divórcio dos pais e a sua relação com a mãe não está a atravessar a melhor fase. E é quando Zake se dirige à casa do lado, numa perseguição ao rapaz, que conhece Nathalie e fica rendido à […] Ler Mais...Em Olhos Brilhantes, conhecemos a história de Zake Coulter e Nathalie Patterson. Ele é um solteirão que acaba de comprar uma casa nova, ela uma mulher divorciada com dois filhos menores, o sonho em ser cantora e um negócio que já viu melhores dias. Tudo começa quando Chad, o filho de Nathalie vandaliza a casa de Zake. Chad está revoltado com o divórcio dos pais e a sua relação com a mãe não está a atravessar a melhor fase. E é quando Zake se dirige à casa do lado, numa perseguição ao rapaz, que conhece Nathalie e fica rendido à beleza dela. Sugere então que Chad trabalhe para ele, de modo a pagar os estragos, e deixa que Nathalie e a filha mais nova também o ajudem na recuperação. Depressa fica rendido às duas crianças e também à mãe deles. Mas Nathalie passou por um casamento traumatizante e hesita em entrar numa nova relação. Zake tem de a convencer a acreditar nele e, quando tudo parece finalmente começar a correr bem, o ex-marido de Nathalie é encontrado morto e aqui começam as verdadeiras dificuldades. Catherine Anderson apresenta-nos um livro bonito, cheio de sentimentos e personagens que facilmente parecem reais. Está escrito de uma forma simples e fluída que cativa facilmente e torna o livro muito fácil de ler. Na minha opinião, nesta história acho que se deve ter especial atenção ao Chad. Ele é um miúdo revoltado com o divórcio dos pais e pelo facto do pai não estar presente na sua vida. Aos poucos, com a ajuda de Zake, vai-se apercebendo de que a situação não é como ele pensa e começa a reflectir sobre as atitudes que tem vindo a ter com a mãe. Acho que as cenas com ele são as melhores e as mais emotivas deste livro e as que mais merecem ser apreciadas. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes