Os Impérios do Internacional – Perspectivas, genealogias e processos

 


Autores:
Hugo Gonçalves Dores, Ana Filipa Guardião, José Pedro Monteiro e Miguel Bandeira Jerónimo
Género: História
Edição: Mai/2020
Páginas: 348
ISBN: 9789724084275
Editora: Almedina

 

 

De que modo é que as diferentes organizações internacionais, das Nações Unidas à UNESCO e à Organização Mundial de Saúde, assumiram um papel de relevo nos anos finais do colonialismo europeu e nos distintos processos de descolonização?

De que forma é que o novo regime global de direitos humanos, crescentemente institucionalizado a partir de 1948, influenciou as lutas pela emancipação colectiva dos povos coloniais ou a forma como os impérios europeus resistiram aos ventos de mudança?
Qual o papel desempenhado pelos diferentes espaços coloniais na modelação de regimes internacionais de apoio aos refugiados ou de políticas de saúde e combate às endemias?
Os Impérios do Internacional visa dar resposta a estas questões.

De José Pedro Monteiro e Miguel Bandeira Jerónimo no Segredo dos Livros:
História(s) do Presente: Os mundos que o passado nos deixou

Autor – Hugo Gonçalves Dores

Autor:

Hugo Gonçalves Dores é Licenciado em História (2005) e Mestre em História Contemporânea (2009) pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Obteve o seu doutoramento em História no PIUDH (ICS – Universidade de Lisboa), em 2014, com a tese Uma Missão para o Império: política missionária e o “novo imperialismo” (1885-1926). É desde 2011, membro do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica e desde 2015 do Consejo Academico de Centro de Estudios Afro-Hispanicos da UNED (Madrid, Espanha). Foi visiting scholar na Universidade de Lovaina (Katholieke Universiteit Leuven) (Bélgica, 2011) e na Brown University (Estados Unidos, 2012). Participou nos projetos: Globiber – «Le renouveau impérial des États Ibériques: une globalisation originale? (1808-1930)», Casa de Velázquez (École des Hautes Études Hispaniques et Ibériques – Madrid) (2012-14) e «Internationalism and Empire: The Politics of Difference in the Portuguese Colonial Empire in Comparative Perspective (1920-1975)», ICS-UL (2012-15).Tem trabalhado sobre missões e império (sécs. XIX e XX), nomeadamente sobre as políticas imperiais relativas à missionação (católica e protestante) e as suas dinâmicas transnacionais, à educação, ao desenvolvimento e à cooperação inter-imperial. O seu projeto de pós-doutoramento – “Educating empires: international organizations, inter-imperial cooperation, and the educational policies in late colonialism” – estuda a circulação de ideias e projetos educativos destinados para as populações coloniais africanas, explorando o papel das administrações imperiais e de organizações inter-imperiais (CCTA) e internacionais (UNESCO).

Autor – Ana Filipa Guardião

Autora:

Ana Filipa Guardião é doutorada em História pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Possui graduação em Ciência Política e Relações Internacionais pela Faculdade de Ciências sociais e humanas (2010). Tem experiência na área de Ciência Política.

Autor – José Pedro Monteiro

Autor:

José Pedro Monteiro é investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, tendo-se doutorado em História no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. No seu trabalho de investigação, tem vindo a estudar, de forma cruzada, os domínios da história internacional e da história imperial e colonial.
Tem, ao longo dos anos, publicado livros e artigos sobre estes temas. Entre outros, em 2017, co-editou Internationalism, Imperialism and the Formation of the Contemporary World e, em 2018, publicou Portugal e a Questão do Trabalho Forçado: Um Império sob Escrutínio (1944-1962). Em breve, será lançada a sua monografia The Internationalisation of the «Native» Labour Question in Portuguese Late Colonialism (1945-1965).
Foi um dos comissários da exposição «O Direito sobre Si Mesmo: 150 Anos da Abolição da Escravatura no Império Português», que esteve patente na Assembleia da República em 2019.

Autor – Miguel Bandeira Jerónimo

Autor:

Miguel Bandeira Jerónimo é investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. A sua pesquisa centra-se na história global e comparada do imperialismo e do colonialismo. Em 2010, publicou Livros Brancos, Almas Negras: A «Missão Civilizadora» do Colonialismo Português, c. 1870-1930. Em 2012, publicou A Diplomacia do Imperialismo. Política e Religião na Partilha de África (1820-1890) e editou O Império Colonial em Questão. Em 2015, co-editou The Ends of European Colonial Empires e Os Passados do Presente: Internacionalismo, Imperialismo e a Construção do Mundo Contemporâneo, e publicou ainda The «Civilizing Mission» of Portuguese Colonialism (c. 1870-1930). Em 2017, co-editou Internationalism, Imperialism and the Formation of the Contemporary World. Em 2019 e 2020, co-editou Resistance and Colonialism: Insurgent Peoples in World History e Education and ola . Coordena o projecto internacional «Worlds of (Under) Development: Processes and Legacies of the Portuguese Colonial Empire in a Comparative Perspective (1945-1975)». É co-editor das colecções História & Sociedade, nas Edições 70, e The Portuguese Speaking World: Its History, Politics and Culture, na Sussex Academic (Reino Unido).

0 comentários
0 likes
Anterior: Os Mistérios do Livro Sagrado – Contradições, erros e absurdos da BíbliaSeguinte: Os Indomáveis F. C. – Não façam a bola chorar

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados