Os pássaros

Autora: Célia Correia Loureiro
Género: Romance
Edição: Mar/2020
Páginas: 210
ISBN: 9789897662058
Editora: Coolbooks

 

 

Volvidos seis anos da separação, Diogo e Manuela refletem, em voz alternada, sobre os acontecimentos que levaram a esse desfecho. Ao ritmo a que a mágoa lhes permite recordar, vão revelando os contornos do seu trauma indizível num discurso intimista e confessional. É-lhes vital esquecer, superar. Mas será que ainda há vida depois de uma perda desta dimensão?

Um breve encontro de mãos. O corpo a ser-me cingido num abraço e depois largado. Os olhos envenenados de sonhos e o teu pai à distância, a repelir-me, a fugir-me por entre os dedos. Água a escapar-se-me da palma da mão. A boca dele era o Pacífico no seu ponto mais profundo, onde a Terra é um abismo de escuridão e de pressão indomável. Eu desejava-o, irracional e imoralmente, inconsciente do que era a ânsia física e do muito que me entorpecia cada movimento. Era jovem e crente. O tempo revolve-se como uma onda sobre esse desejo enterrado, que ainda pulsa. Lateja sete palmos abaixo da superfície. Somando todos os meus dias, vejo que tudo o que foi meu se agita sob pazadas de terra. Um império de pó.

Desta autora no Segredo dos Livros:
Demência
Uma Mulher Respeitável
A Filha do Barão
O Funeral da Nossa Mãe

Autor – Célia Correia Loureiro

Autora:

Célia Correia Loureiro nasceu em Almada, em 1989. Licenciou-se em Informação Turística pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. É Guia-Intérprete Nacional e Técnica de Turismo. Fala Italiano, Inglês e Francês.
Gosta de gatos e de crepes com Nutella. De todas as cidades que visitou, é por Siena que morre de amores. De todos os autores que leu, destaca John Steinbeck por As Vinhas da Ira, e está sempre disposta a dispensar mais quatro horas da sua vida ao visionamento de E Tudo o Vento Levou.
Em Novembro de 2011 apresentou-se aos leitores com Demência e menos de um ano depois publicou O Funeral da Nossa Mãe. Dedicou-se depois ao romance histórico, surgindo A Filha do Barão em 2014 e Uma Mulher Respeitável em 2016.

Pode seguir a autora através da sua página do Facebook.

0 comentários
0 likes
Anterior: O Estranhão – O dia em que as vacas voaramSeguinte: A Matéria Escura e outros poemas

Comentar