Conjugação de Mapas

 

 

Autora: Regina Correia
Género: Poesia
Edição: Jul/2020
Páginas: 188
ISBN: 9789895483549
Editora: Novembro

 

 


«Este livro exibe um intertexto circular e andante, haurido na compleição erudita e no cuidado de cavar fundo o chão de cada lugar. A conjugação de Regina Correia, lúdica e telúrica, lembra-me uma concha. Não só por rumorejar o mar e se quedar inerte, mas por sugerir uma turbante de sedimentos.»
Filinto Elísio (poeta)

Continuar...

Faces do Poder com Joaquim Procópio

 

 

Autor: António Cardal
Género: Contos
Edição: Jul/2020
Páginas: 70
ISBN: 9789895483501
Editora: Novembro

 

 


Contos, contas e alguns desabafos

«Procópio é um indivíduo franzino e levemente careca. Tem pernas tortas e ligeiramente peludas. Ventre não muito proeminente. Há uma luta entre as calças e o ventre, que dá origem a um tique constante.
O amigo Luís é alto e magro, culto, com uma licenciatura em Letras e professor de Germânicas. Encontram-se habitualmente de tarde até ao jantar e Procópio gosta de contar algumas anedotas. Procópio tornou-se relativamente célebre quando no jornal da sua cidade escreveu um violento artigo contra o tratamento de touros nas touradas e contra os ferros que lhes eram espetados. Recebeu uma série de cartas e de aplausos dos meios de comunicação social, mas nada publicava sem ouvir o sensato e culto amigo Luís.

Continuar...

Colheita de Inverno

 

 

Autor: Vítor Aguiar e Silva
Género: Ensaio
Edição: Jul/2020
Páginas: 568
ISBN: 9789724085678
Editora: Almedina

 

 


Ensaios de teoria e crítica literárias

A metáfora sazonal que configura o título deste livro tem duas explicações: uma, de natureza biográfica - o autor escolheu o título quando se deu conta de que em breve ia perfazer oitenta anos de idade -, e outra, de natureza cultural - há múltiplos sinais de que a literatura, a teoria e a crítica literárias têm sofrido, desde o último quartel do século xx, uma crise que se pode simbolizar na metáfora do Inverno (inclemência do clima, chuva e vento adversos, frio e névoa).

Continuar...

Déjà Vu com Allan Kardec

 

 

Autor: Rui Guerreiro
Género: Contos
Edição: Jul/2020
Páginas: 94
ISBN: 9789895463787
Editora: Novembro

 

 


«Este é um conto que fala sobretudo de amor e de esperança. (...)
Baseado em factos reais, vividos na primeira pessoa, faz uma alusão extraordinária a tudo o que o amor traz, desde os seus desígnios e as formas misteriosas de se mostrar, às enigmáticas e criativas formas de expressão, numa série de pensamentos díspares e originais que nos fazem ficar presos à narrativa pelo fascínio com que o autor se despe perante a sua própria essência.»
In prefácio de Andressa Marques Freitas Oliveira

Continuar...

Traço Contínuo

 

 

Autor: Rui Guedes
Ilustração: Daniel Oliveira
Género: Contos
Edição: Jul/2020
Páginas: 156
ISBN: 9789895463770
Editora: Novembro

 

 

«(…) Imagino o fim deste livro como imaginaria o primeiro dia perto de ti. Aproximar-me-ia lentamente, sem querer que te assustasses ou te surpreendesses com a minha chegada. Adoraria que ficasses feliz por me veres ali, de olhar fixo nos cabelos em frente ao rosto e colados nos lábios, aguardando a tua permissão para estender os dedos e puxá-los para detrás da orelha, sempre sem tirar os meus olhos dos teus e até que o incómodo os fizesse desviar.

Continuar...

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Navia
    • Navia, nascida no ano 410 D.C, época em que a Lusitânia encontra-se instável...
    • há 4 dias 7 horas
    • Navia
    • Navia Navia, nascida no ano 410 D.C, época em que a Lusitânia encontra-se...
    • há 4 dias 7 horas

Uma Pequena Palavra...

"Cada livro, cada volume que vês, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro muda de mãos, cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se forte."
Carlos Ruiz Zafón in A sombra do vento