A Virgem das Amêndoas


Autora: Marina Fiorato
Edição: Mar/2010
Páginas: 288
Dimensões: 152 x 235 mm
Editor: Porto Editora

Na Itália do século XVI, o jovem pintor Bernardino Luini, discípulo favorito do mestre Leonardo da Vinci, é encarregado de pintar um fresco religioso na igreja de Saronno, uma pequena localidade nas colinas da Lombardia. Ao entrar na igreja, a sua atenção é captada pela beleza e pela melancolia da jovem Simonetta, viúva de um poderoso senhor feudal morto em combate.
Sozinha e a ver a sua fortuna desaparecer até não restar nada mais a não ser as amendoeiras da sua villa, Simonetta acede a posar como modelo para Luini, que a imortalizará para sempre nos frescos da igreja como a Virgem di Saronno. À medida que o trabalho progride, artista e modelo apaixonam-se, selando o sentimento com um beijo que escandalizará a Igreja.

Continuar...

Os Dias da Febre

 

 

 

Autor: João Pedro Marques
Edição: Mar/2010
Páginas: 320
ISBN: 9789720040985
Editora: Porto Editora

 

 

Descendo a Calçada de Santana e espreitando por entre as cortinas da sua carruagem, Elvira Sabrosa vislumbra Robert Huntley, um inglês que não via desde os tempos da infância, há mais de 20 anos.
Os Dias da Febre narra as circunstâncias que conduziram ao reencontro de Robert e Elvira, e o que dele decorreu. O cerne da acção situa-se em 1857, quando Lisboa estava a ser atingida por uma epidemia de febre-amarela que mataria quase 5 mil pessoas.

Continuar...

Doces Recordações


Autora: Ellen Greene
Edição: 2010
Páginas: 216
Editora: Quinta Essência

Uma lista de recordações, um casal apaixonado e uma história terna e real sobre o verdadeiro amor

Durante vinte anos, Ellen Greene foi tomando nota de tudo o que de mais carinhoso, divertido e comovente o seu marido, Marsh, dizia e fazia. Registava esses momentos felizes em segredo e, depois, partilhava-os com ele em cada São Valentim. Nessas ocasiões, oferecia-lhe um postal com excertos retirados da sua lista de «Doces Recordações».
Tendo-se casado e divorciado quando era muito jovem, Ellen criou sozinha os seus dois filhos. Depois de mais uma relação fracassada aos trinta e poucos anos, jurou que não voltaria a relacionar-se com quem não lhe desse o devido valor. E foi então que conheceu Marsh Greene, o homem que lhe devolveu a felicidade.

Continuar...

Acerca de Roderer


Autor: Guillermo Martínez
Edição: Mar/2010
Páginas: 112
Dimensões: 140 x 202 mm
Editor: Sextante Editora

Acerca de Roderer narra o confronto vital e intelectual entre dois jovens de inteligência privilegiada. O primeiro usa esta inteligência de forma prática para se adaptar ao mundo, o segundo na busca de um conhecimento absoluto que lhe permita compreender o mundo, deslizando perigosamente até aos limites da loucura e do suicídio.

Continuar...

Um pai em nascimento

 

 

 

 

Autor: José Eduardo Agualusa
Género: Não-ficção
Páginas: 144
Editora: Alfaguara (uma chancela Objectiva)

 

 

A partir de que momento nasce um pai? Com a notícia da sua anunciada paternidade? Quando sonha pela primeira vez com o filho ou vislumbra as suas formas difusas na primeira ecografia? Ao primeiro toque ou ao primeiro choro?
De que forma um filho transforma a vida de um pai?
E qual é o papel do pai? De que forma pode o pai preparar-se para fazer face aos desafios de guiar uma criança pelo mundo? Como se equilibra a inocência redescoberta com a necessária responsabilidade?

Continuar...

Últimas Opiniões

  • O Novo Estado Islâmico
    Este livro, escrito na sua quase totalidade antes da proclamação do autoproclamado EIIL - Estado ...
  • 27.04.2015 21:30
  • 6 de abril '96
    Este romance é um dos meus preferidos da Sveva. Há algum tempo que o li, mas sei que, depois de o ...
  • 27.04.2015 12:35
  • Romance Com o Duque
    A escrita? Simples e cativante, para uma leitura super sónica! O enredo? Sim, é mais um romance ...
  • 27.04.2015 11:38

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Todos os livros são a consciência do tempo, reflectido; mas os homens não podem ver o tempo de frente; e por isso morremos nesta terra, destruindo as mensagens que conseguimos roubar ao silêncio. Até termos de o fazer de novo, repetidamente e até as voltarmos a perder."
Pedro Sena-Lino
in "333"