Autobiografia

 

 

Autor: José Luís Peixoto
Género: Romance
Edição: Jul/2019
Páginas: 304
ISBN: 9789897224591
Editora: Quetzal

 

 

 

Na Lisboa de finais dos anos noventa, um jovem escritor em crise vê o seu caminho cruzar-se com o de um grande escritor. Dessa relação, nasce uma história que mescla realidade e ficção, um jogo de espelhos que coloca em evidência alguns dos desafios maiores da literatura.

Continuar...

Grandes Mistérios da História de Portugal

 

 

Autora: Fátima Mariano
Género: História de Portugal
Edição: Jul/2019
Páginas: 224
ISBN: 9789896662011
Editora: Contraponto

 

 

 

Episódios controversos, lendas e histórias reais desconhecidas
Há inúmeros factos da História de Portugal que toda a gente conhece, mas há também muitos acontecimentos desconhecidos e envoltos em mistério.
Pouca gente ouviu falar de uma rainha de Portugal chamada Mecía Lopes de Haro e muito menos do facto de ela ter casado com um primo, perdido os seus direitos reais e ter sido raptada. Quantos sabem que existiu, até ao século XIX, um microestado entre a Galiza e Trás-os-Montes, equiparável a Andorra? Ou que tivemos um rei incestuoso e bígamo, que por isso foi excomungado?

Continuar...

Da Boca para Fora

 

 

Autora: Andreia Vale
Género: Linguística e Filologia
Edição: Jul/2019
Páginas: 296
ISBN: 9789898975157
Editora: Manuscrito

 

 

 

Origem e histórias das palavras que usamos no dia-a-dia
Este livro é sobre palavras. Portuguesas, adoptadas, importadas e outras fofinhas que nos causam fornicoques quando as dizemos. As que usamos no dia-a-dia sem conhecer a sua origem e as suas histórias.
Uma coisa lhe garanto: este livro tem bué palavras e é muito fixe! Para aqui chegar foi preciso muita pachorra para pesquisar as origens de mais de 100 palavras. Houve dias em que estive mesmo exausta, um bocado à toa para escolher, mas consegui! Acho que ficou nos trinques, tenho cá um palpite que o leitor vai gostar e até sentir saudades minhas quando chegar ao fim.

Continuar...

Animais Que Ficaram para a História

 

 

Autores: António Lopes e Raquel Oliveira
Género: História
Edição: Jul/2019
Páginas: 232
ISBN: 9789898975065
Editora: Manuscrito

 

 


Bucéfalo, um cavalo negro, de proporções incomuns, aparentemente indomável, ajudou Alexandre, o Grande, a construir o seu vasto império. O cão Alão foi determinante para a conquista de Alenquer por D. Afonso Henriques. Merengo, o cavalo preferido de Napoleão Bonaparte, conferiu-lhe uma grandeza física que foi muito além do seu pequeno porte. Portugal do século XVI deixou-se maravilhar com a chegada de um soberbo rinoceronte que não teve um final feliz. Stubby e Chips conquistaram o respeito dos humanos graças à coragem demonstrada nas duas guerras mundiais. Por causa disso, os seus pequenos corpos caninos ficaram cobertos de medalhas.

Continuar...

253 Piadas Secas para Tentares Fazer Rir o Teu Patrão, Professor e Animal de Estimação

 

 

Autores: João Ramalhinho, Pedro Pinto e Gonçalo Castro
Género: Humor
Edição: Jul/2019
Páginas: 144
ISBN: 9789898975164
Editora: Manuscrito

 

 


Depois do sucesso de O Caderno das Piadas Secas e de 999+1 Piadas (Ainda Mais) Secas, os seus autores puxaram pela cabeça para pensar o que poderia ter ainda menos graça… Duas palavras: Estudar e Trabalhar.
Neste livro resolveram então reunir 253 piadas (porque sim) sobre a escola e profissões (do médico ao bombeiro, sem esquecer aqueles homens que pintam os carros, os carpinteiros).

Continuar...

Últimas Opiniões

  • Crash
    Depois de ter lido "Arranha-Céus" de J. G. Ballard, um romance que me deixou a pensar seriamente nos ...
  • 10.07.2019 22:32
  • Amantes de Buenos Aires
    Amantes de Buenos Aires, o novo romance de Alberto S. Santos, baseia-se numa história real e segue a ...
  • 08.07.2019 16:24
  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

Descobri que a leitura é uma forma servil de sonhar. Se tenho de sonhar, porque não sonhar os meus próprios sonhos?"
Fernando Pessoa