Pecado

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autora: Sylvia Day
Edição: Mai/2014
Páginas: 352
ISBN: 9789897261237
Editora: Quinta Essência

 

 


Nunca a rendição foi tão doce
Numa noite quente de verão, a apenas algumas horas do seu casamento, a discreta Lady Jessica Sheffield testemunhou uma cena da qual nunca irá recuperar. Vê o jovem Alistair Caufield numa cena ferozmente íntima com uma mulher muito mais velha. Chocada, mas estranhamente excitada, ela manteve silêncio sobre o que viu, e caminhou até ao altar como esperado. Mas, ao longo de anos de um casamento sereno e normal, a imagem de Caulfield continuou na sua imaginação, alimentando sonhos muito ilícitos...

Alistair fugiu da tentação da debutante recatada com o fogo da paixão nos olhos para as Índias Ocidentais. Enquanto comerciante bem-sucedido, tem pouco em comum com o jovem libertino que ela conhecia. Mas quando, sete anos depois, a recém-viúva Jessica sobe a bordo do seu navio para uma viagem até à Jamaica, os sete anos de prazeres negados são mantidos em xeque apenas por algumas camadas de seda... e pela certeza de que renderem-se irá consumir os dois...

Desta autora no Segredo dos Livros:
Noites Escaldantes
Rendida
Refletida
Envolvida

Autora:

Sylvia Day é uma autora norte-americana bestseller que atingiu o 1º lugar do topo de vendas do New York Times e os seus romances já venceram mais de uma dezena de prémios e foram traduzidos para mais de trinta línguas, com dezenas de milhões de livros vendidos. Entre inúmeros prémios, destaca-se a Nomeação para Melhor Autora do Goodreads Choice Award e a sua obra foi considerada pela Amazon como Melhor do Ano na literatura romântica. Os direitos televisivos da série Crossfire foram vendidos à Lionsgate (produtora das séries Twilight e Jogos da Fome), aguardando-se o início da 1ª série com o tema do livro Rendida.

Saiba mais sobre a autora em www.sylviaday.com

Veja o booktrailer aqui:

Comentários  

 
#2 Clarinda Cortes 2014-07-13 14:28
"Pecado", o primeiro livro de uma nova série de Sylvia Day, surpreendeu-me imenso e pela positiva. Depois de ter lido a série Crossfire e o livro “Feitiço”, a vertente paranormal da autora, de que não desgostei, fiquei agradavelmente surpreendida com esta vertente de romance de época. Sylvia Day mostra-nos que é uma escritora versátil e muito talentosa.

Neste livro, a vertente mais sexual está bem explícita, bem enquadrada e nada choca. A par do romance principal, encontramos um outro que se desenrola paralelamente e que é tão interessante como o primeiro, sendo uma mais-valia para o enredo. São, posso dizer, duas estórias emocionantes e sentimentais que envolvem o leitor de forma inequívoca.

Numa escrita muito clara e acessível, a autora guia-nos pelas estórias, faz-nos viver com as personagens, faz-nos sonhar e deixa-nos ansiosos pela continuação.
 
 
#1 Fátima Rodrigues 2014-06-09 18:41
Se, como eu, anda farta de livros de romance "pseudo de época" que são, afinal, totalmente eróticos e onde não há história, então pode pegar neste livro sem medo, porque tem uma boa história, bem apimentada, ou não fosse da Sylvia Day. Se tiver de lhe apontar um defeito, será o de, por vezes, se alongar nas descrições, embora, quando se trata de ambientes românticos e envolventes, acabem por não maçar, mas ajudar o leitor a melhorar a visualização da cena.

Nesta linha de escrita da Sylvia Day, e nomeadamente neste livro, encontramos uma sociedade londrina da época, fechada e tradicional, onde a violência conjugal é aceite e calada por todos, ignorada como se tal não existisse, onde a violência infantil segue o mesmo rumo e onde quase tudo é permitido pelas convenções sociais.

A mulher serve para acompanhar o senhor, ser bonita, prendada, educada, dar-lhe descendência, aquecer-lhe a cama quando este deseja e estar caladinha.

Sylvia escolhe para este livro personagens marcadas mas fortes, que sabem que foram esmagadas mas não vencidas, e que ainda, talvez, ousem enfrentar uma sociedade de preconceitos.

Uma noite onde se vê o que não se deve, uma viuvez inesperada, um combate renhido, uma viagem de barco, uma exploração de cana de açúcar, um amor que se poderia ter perdido no tempo... Um livro que não vai conseguir pousar.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03
  • O Túmulo do Mestre
    O escritor de "O Túmulo do Mestre" conseguiu os seus objectivos. Leva-nos a viver uma história muito ...
  • 18.04.2020 19:56

Últimos Tópicos

    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 2 semanas 2 dias
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 3 semanas 5 dias
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 2 meses 5 dias

Uma Pequena Palavra...

"Cada livro, cada volume que vês, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro muda de mãos, cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se forte."
Carlos Ruiz Zafón in A sombra do vento