Pedaços de Ternura

FaceBook  Twitter  

 

  

 

Autora: Dorothy Koomson
Edição: Mar/2008 (Nova edição: Fev/2013)
Páginas: 448
ISBN: 9789720041593
Editora: Porto Editora

 

Kendra Tamale regressa a Inglaterra, em busca de um novo começo e uma vida tranquila.
Vinda da Austrália, aluga um quarto a Kayle, pai de duas crianças e separado, e arranja um novo emprego. Mas os gémeos de Kyle, Summer e Jaxon, de seis anos, têm outros planos e rapidamente adoptam Kendra como a sua nova mãe.

Aos poucos, Kendra começa a fazer parte das suas vidas, muito embora esconda um segredo doloroso que a obriga a afastar-se de toda a gente - especialmente das crianças.
Então, Kendra reencontra o homem que partilha o seu terrível segredo e tudo se desmorona. Não consegue dormir, é despedida e a mãe das crianças afasta-as dela. A única forma de remediar a situação é confessar o erro terrível que cometeu há tantos anos atrás - algo que prometeu nunca fazer...
Uma história de redenção, esperança e a descoberta do amor nos sítios mais inesperados.

Autora:

Apaixonada desde sempre pela palavra escrita, Dorothy Koomson escreveu o seu primeiro romance aos 13 anos. A filha da minha melhor amiga foi o seu primeiro livro editado em Portugal. A história comovente de duas amigas separadas pela mentira e unidas por uma criança encantou as leitoras portuguesas. Pedaços de ternura, Bons sonhos, meu amor, O amor está no ar, Um erro inocente, Amor e chocolate, O outro amor da vida dela e A Praia das Pétalas de Rosa foram igualmente bem-sucedidos, consagrando a autora como uma referência para os leitores.

Descubra mais em www.dorothykoomson.co.uk e visite a página portuguesa do Facebook.

Comentários  

 
#1 Liliana Patrícia Pereira Pinto 2014-01-13 20:55
Mais uma vez Dorothy Koomson surpreende os leitores com um livro que pode sensibilizar muita gente.

Quando comecei a ler o livro, pensei que estava a ler sobre um caso de violência doméstica e isso fez-me ficar de pé atrás. É um tema muito sensível e que me deixa fora de mim quando leio sobre ele...
Mas não era disso que se tratava. Não posso dizer que a violência doméstica seja pior ou "melhor" do que a violação, mas, na minha opinião, a violência doméstica está num patamar acima, no que diz respeito à violação.

Kendra é uma mulher que, de um dia para o outro, decide deixar a Austrália e voltar ao seu país natal, a Inglaterra. Desde o momento em que chega, envolve-se sentimentalment e com duas crianças que estão a ultrapassar uma situação difícil: o divórcio dos pais. Ao longo da leitura, vamos entrando mais a fundo nesta família devastada e nos seus problemas.

Na minha opinião, este é o livro mais fraco de Dorothy Koomson. Achei a Kendra muito chata e um pouco insegura (sim, sim ela passou por muita coisa, mas mesmo assim...). Este livro tinha tudo para ser 5*, mas esta personagem estragou tudo. Gostei muito do Kyle e da Gabrielle. O primeiro, porque, mesmo depois de tudo o que passou, continuar a amar a mulher (ele diz que não, mas eu sei que sim!) e, mesmo depois de separados, a acompanhar no seu retorno à vida normal. Gostei da Gabrielle, porque conseguiu ultrapassar o seu passado e tornar-se uma pessoa aberta e afável que não tinha medo de falar do que lhe tinha acontecido (ao contrário da Kendra).
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Quase todos os homens vivem inconscientemente no tédio. O tédio é o fundo da vida, foi o tédio que inventou os jogos, as distracções, os romances e o amor."
Miguel de Unamuno