Prisioneiros de Guerras - Experiências de cativeiro no século XX

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Pedro Aires Oliveira
Género: História de Portugal
Edição: Abr/2019
Páginas: 304
ISBN: 9789896714833
Editora: Tinta da China

 

 


As experiências de cativeiro dos portugueses durante os grandes conflitos bélicos do século XX
.
Da Grande Guerra aos conflitos da descolonização, Prisioneiros de Guerras revela um conjunto surpreendente de situações em que portugueses (civis e militares, voluntários e conscritos, com algumas memórias de cativeiro mais dolorosas) foram capturados: dos campos berberes na Guerra do Rif aos stalag alemães da Segunda Guerra Mundial, das prisões franquistas na Guerra Civil de Espanha aos cárceres privados de milícias timorenses em 1975, entre outros casos.

Partindo da evocação do Centenário da Primeira Guerra Mundial e da Batalha de La Lys, a qual deu origem à maior captura em massa de soldados portugueses no século XX, este livro percorre vários conflitos e uma grande diversidade de experiências de cativeiro. Com o contributo de especialistas nacionais e internacionais, estas histórias vão revelando como as convenções internacionais que regulam o estatuto dos combatentes capturados estiveram quase sempre um passo atrás das realidades complexas criadas pelas guerras modernas, e como foi evoluindo esta categoria à luz do direito internacional e da historiografia militar.

Autor:

Pedro Aires Oliveira (n. 1971) é docente no Departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Os seus principais temas de investigação são a história das relações internacionais e a história contemporânea de Portugal. Em 2000 publicou o livro Armindo Monteiro. Uma biografia política (Prémio Aristides Sousa Mendes, da Associação Sindical dos Diplomatas Portugueses, e Menção Honrosa do Prémio da Fundação Mário Soares), e em 2004 foi o coordenador, com Fernando Rosas, do volume de ensaios A Transição Falhada. O Marcelismo e o Fim do Estado Novo. Entre 1999 e 2003 foi chefe de redacção da revista Política Internacional. Presentemente, exerce as mesmas funções na revista Relações Internacionais, publicação trimestral do IPRI-UNL.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • O Último Cabalista de Lisboa
    Consegui, finalmente, ler este livro que foi o primeiro romance de Richard Zimler. Publicado em 1996 ...
  • 07.04.2019 23:56
  • A Última Ceia
    Islamismo, Judaísmo, Cristianismo... O que se segue? Depois da trilogia "O Espião Português", Nuno ...
  • 03.03.2019 20:18
  • Seja Feita a Tua Vontade
    Seja feita a tua vontade é um romance, mas, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre a nossa sociedade atual ...
  • 21.02.2019 18:05

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Vivemos de palavras. Vamos até à cova com palavras. Submetem-nos, subjugam-nos. Pesam toneladas, têm a espessura de montanhas. São as palavras que nos contêm, são as palavras que nos conduzem."
Raúl Brandão