Refletida

FaceBook  Twitter  

 

 


Autora: Sylvia Day
Série: Crossfire (Vol. 2)
Edição: Mar/2013
Páginas: 352
ISBN: 9789897450044
Editora: 5 Sentidos

 

 

Gideon Cross: tão bonito e perfeito por fora como atormentado e complicado por dentro. Ele enfeitiçou-me com uma paixão que me arrebatou e me despertou os prazeres mais secretos. Eu não conseguia, nem queria, ficar longe dele. Ele era o meu vício... o meu desejo... era meu. A minha história era tão violenta como a dele, e eu estava igualmente marcada pela vida.

Nunca conseguiríamos ficar juntos porque era demasiado doloroso... exceto quando era inacreditavelmente perfeito. Nesses momentos, o desejo e o amor desesperado conduziam-nos a um estado de sublime insanidade.
Gideon e eu estávamos a ultrapassar todas as fronteiras e a nossa paixão levar-nos-ia aos limites da doce e arriscada obsessão.

Consulte o 1º volume da série Crossfire no Segredo dos Livros:
Rendida

Autora:

Sylvia Day é uma autora norte-americana bestseller que atingiu o 1º lugar do topo de vendas do New York Times e os seus romances já venceram mais de uma dezena de prémios e foram traduzidos para mais de trinta línguas, com dezenas de milhões de livros vendidos. Entre inúmeros prémios, destaca-se a Nomeação para Melhor Autora do Goodreads Choice Award e a sua obra foi considerada pela Amazon como Melhor do Ano na literatura romântica. Os direitos televisivos da série Crossfire foram vendidos à Lionsgate (produtora das séries Twilight e Jogos da Fome), aguardando-se o início da 1ª série com o tema do livro Rendida.

Saiba mais sobre a autora em www.sylviaday.com

Comentários  

 
#4 Helena 2013-06-09 09:30
O poder e o dinheiro são afrodisíacos e ambas as personagens vivem num mundo de privilégios fora do alcance do comum dos mortais (uma fantasia para tantos) e este romance com uma tremenda carga erótica e forte cariz sexual, dada a relação fogosa dos protagonistas, proporciona-nos numa leitura rápida e trepidante. Mais do que as descrições dos encontros entre os protagonistas, temos o passado de Eva marcado por violência mascarada e o apoio e carinho de todos que o sabem e a rodeiam. A família com todos os seus diferendos que se completam e se unem em torno de quem amam.

Com uma estória bem construída, apesar de previsível, temos o segundo volume desta trilogia que nos permite um vislumbre do que será o terceiro e último volume. O desfecho do muito que atormenta Gideon, o seu passado sofrido e também ele marcado por abusos.

A autora conseguiu uma narrativa fluída e acessível que, apesar da tónica no desejo e no sexo, vai mais além e deslumbra-nos com as personagens belas e sofridas, e alerta-nos para o muito que se esconde por detrás de todo o glamour e riqueza. O reverso do sucesso e da fama.

Uma trilogia a ler.
 
 
#3 Raquel 2013-04-07 14:57
Mal o tive nas mãos, soube que o ia devorar, porque, simplesmente, adorei o primeiro. Mas este foi ainda melhor.
Eva e Gideon estão completamente perdidos um por pelo outro. Mas o passado parece não dar descanso a ambos. Eva que é um pouco emotiva, dá tudo por tudo na relação, conta-lhe segredos e diz que o ama a tempo inteiro. Mas ele anda sempre de pé atrás. Sabemos como ele é rico, poderoso e cheio de segredos que não conta a ninguém, nem mesmo a Eva, embora esta saiba que os há. Tudo o que ele diz é que confie nele. Mas como pode ela confiar num homem que não confia nela? E depois ainda vai sair publicamente com a sua ex-noiva?! É que nem em sonhos Eva se deixava ficar.
A história afastou-se um bocado do que se leu no volume anterior. Ainda bem, pois tem mais de história, de sentimentos, de angústias e não tem tanto sexo (Yeyyy!!). Conhecemos o pai de Eva, que achei uma personagem muito forte. Foi mesmo bom ela ter o pai ali à beira, apesar de ser durante pouco tempo.
Temos uma personagem nova, conhecida do livro anterior, que não é activa, mas que lhe são dadas referências, por aparecer morta.
Há muitas coisas que me fazem adorar a Eva: a sua personalidade, a sua força, a sua determinação em dar tudo por tudo para descobrir o que assombra Gideon e, essencialmente, o seu carácter forte. Mas ela também é muito ciumenta e, vistas as circunstâncias, não era para menos. Se fosse comigo, Gideon estaria na rua da amargura. Mas voltando a Eva, esta vai ter de aprender a confiar (e ele também deveria).
Não gosto tanto de Gideon. Acho que me ligo mais a Eva, por ser ela a contar-me a sua história e não ele. Daí, eu nunca saber o que se passa na cabeça dele. Desvenda-se um pouco do seu passado, sobre o qual nem sei o que dizer. Mas deu-me vontade de lhe dar um abraço.
Mais uma vez digo que adorei a Eva. Já sabemos que morre de amores por Gideon e vice versa e, por vezes, vemo-la a arrastar-se a ele. Mas Eva chega a um ponto em que diz Não! Pensa em desistir, embora saiba que vai ficar de rastos e deprimida, mas ele não a pode usar só para o sexo. Era o que faltava!
Até o Cary sofre neste livro, mantendo as suas piadas. E, apesar de tudo o que lhe acontece, ele está sempre lá para ajudar Eva.
O final foi muito rápido, achei eu. Deveríamos ter daquele tipo de polícias por cá, em Portugal. Mas gostei do final, dado deixar tudo um pouco em aberto. Fiquei curiosa para saber como irão viver agora Eva e Gideon, pois ambos ainda têm alguns problemas. Falta vir o próximo livro, para saber. Quanto a este, A-DO-REI!!
 
 
#2 Joana Cardoso 2013-03-17 21:43
O que agora está na moda é o belo do romance erótico. Toda a gente escreve este tipo de histórias, toda a gente as quer ler. Mas a grande questão é: Será que a maior parte deles realmente vale alguma coisa? Não posso falar por aqueles que não li, mas posso falar pelos que li. E se, por um lado, já tinha gostado do primeiro livro da autora Sylvia Day, posso dizer que o segundo também me cativou.

Neste livro, continuamos a ver a evolução da relação entre Eva e Gideon, ou não, pois parece que há mais retrocessos do que vitórias! De qualquer modo, ficamos a conhecer um pouco mais do passado do Gideon e também nos apercebemos de que, por vezes, o passado pode perseguir-nos de uma forma física até ao presente.

A escrita é simples, mas de certa forma cativante, embala o leitor, fazendo-o deslizar entre as páginas, sem que, na verdade, ele dê por isso. As personagens são relativamente bem construídas e fiéis a si mesmas, e vão evoluindo ao longo da história. Por vezes, a autora é completamente directa e crua na maneira como escreve certas passagens sexuais, mas acho que isso, de certa forma, está de acordo com o primitivismo da relação de Gideon e Eva. Mas, mais importante, a autora consegue fazer com que os leitores percebam e compreendam o porquê de Gideon e Eva usarem o sexo para mostrar que se amam, e o porquê de o contacto ser tão importante. O que mais me cativa não são propriamente as cenas em que nos é descrito que um fez isto e outro aquilo. O que realmente me faz sentir presa ao livro, é conseguir sentir na pele e perceber aquela necessidade de contacto físico, de que só assim é que as coisas estão bem. Acho que um autor conseguir fazer com que o leitor entre na cabeça das personagens e se sinta em sintonia com elas, é bastante importante, principalmente quando, apesar de estarmos a falar de um romance erótico, estamos a lidar com personagens completamente arruinadas do ponto de vista psicológico.

Em suma, um livro que, na minha opinião, vale a pena.
 
 
#1 Vanessa Montês 2013-03-08 14:39
O primeiro livro desta trilogia surpreendeu-me. A escrita era boa, a história acrescentava algo novo e adoro os "bad boys" dos livros, o que me fez adorar o Gideon.

Eva e Gideon tentam tudo por tudo para a sua relação correr bem. Vêem-se todos os dias (não fossem obcecados um pelo outro), falam todos os dias e grande parte desse tempo juntos é passado entre os lençóis, não tivessem ambos um apetite demasiado saudável um pelo outro. Finalmente, as coisas parecem ter acalmado. Eva abriu o seu coração para Gideon e contou-lhe a terrível verdade sobre o seu passado. Mas Gideon ainda não teve essa coragem, continuando a tentar esconder o que quer que lhe tenha acontecido quando era mais novo. O facto de odiar a família, de ter pesadelos horríveis de noite... tudo isto demonstra uma alma demasiado atormentada pelo passado, mas que ainda não se encontra preparada para revelar toda a verdade sobre o que o marcou.

Quando começam a sair fotografias no jornal de Gideon a sair com a ex-noiva, enquanto Eva fica sozinha em casa sem saber onde ele está, a dúvida assalta-a de imediato e esta fica sem saber o que fazer. Por muito que, no seu íntimo, acredite que Gideon jamais a poderia trair, todos os factos apontam na outra direcção e a dúvida e o ciúme apoderam-se dela de uma forma deveras assustadora.

Gostei muito deste livro. De tal forma que o comecei a ler às 23h e acabei às 3h da manhã, porque não o consegui largar! Embora não vá afirmar que se trata de uma obra prima, é um livro muitíssimo bom dentro do género, com uma escrita simples e fluída que nos agarra de imediato e não nos deixa parar enquanto não o lermos de uma ponta à outra. Para além da óptima escrita, considerei que a história desde livro é muito melhor do que a do livro anterior. Toda a história do lado mais negro de Gideon me prendeu e me fez querer ler mais e mais... Houve imensas partes em que eu estava a pensar "mas porque é que ele faz isto? porque é que não lhe conta a verdade?" e, no final, as coisas começam a fazer sentido, a interligarem-se . Finalmente, percebemos o passado horrível de Gideon, percebemos o porquê de ele estar a ignorar Eva, de tal modo que parecia que a estava a trair, embora ele dissesse que era para o seu próprio bem (o que em parte acaba por se revelar verdade).

Gostei de ver a mudança que ocorreu em Eva. No livro anterior, era como um gatinho assustado que, ao mínimo sinal de perigo, se enroscava em si mesmo e fugia de tudo o resto. Embora no final do livro anterior tenhamos percebido o porquê de tais acções, neste livro vemos como ela está a ultrapassar tudo o que lhe aconteceu, como se está a tornar mais forte e decidida e a tentar ao máximo ultrapassar os seus fantasmas passados, enquanto luta para descobrir os de Gideon. Com uma personalidade que se começa a revelar forte, Eva tem uma mente e opinião própria e, quando acha que o que Gideon faz está incorrecto, não tem medo de ir contra as opiniões dele e lutar pelas suas.

Este livro para mim só tem um senão. Nunca li os livros desta autora na língua original (logo não sei se é da própria autora ou da tradução), mas há certas expressões nas cenas de sexo que me fazem imensa impressão. Pode ser de mim, mas são expressões demasiado cruas e que não gosto muito de ler nos livros, por muito eróticos que estes sejam. Foi o único senão deste livro: não as cenas em si, mas a linguagem utilizada nelas. De resto, adorei!

Um livro que recomendo para todos e acreditem, se gostaram do primeiro, vão adorar ainda mais este segundo!
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Frecha Trailer
    • [image] Frecha, Teresa Durães, e-book gratuito para download na loja kobo.com
    • há 3 semanas 5 dias
    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 1 mês 2 semanas
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 1 mês 3 semanas
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 3 meses 6 dias

Uma Pequena Palavra...

"O livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive."
Padre António Vieira