Romances de Dashiell Hammett I

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autor: Dashiell Hammett
Edição: 2009
Páginas: 181
ISBN: 9789896130626
Editora: O Quinto Selo

 

 

Com o objectivo de fazer chegar ao grande público os romances de Dashiell Hammett – um dos melhores escritores do género noir de sempre –, O Quinto Selo Edições decidiu lançá-los com um novo formato, considerando que tal representa uma mais-valia para os leitores. Assim, compilamos no presente volume as obras A Maldição dos Dain e O Homem Sombra.

Autor:

Dashiell Hammett nasceu em 1894, em Maryland, EUA. Começou a trabalhar aos catorze anos para ajudar a sustentar a família e em 1915, tinha então vinte e um anos, foi contratado pela Agência de Detetives Pinkerton. Este período serviu-lhe de inspiração para a escrita de policiais. A sua carreira literária iniciou-se com a publicação de contos na revista Black Mask, protagonizados desde logo pelo investigador Continental Op, um verdadeiro «duro» com vinte anos de experiência, que seria o herói do seu livro de estreia, Colheita Sangrenta, lançado em 1929. O Falcão de Malta, publicado em 1930, é a primeira obra onde surge outra das suas personagens marcantes, o detetive Sam Spade, e continua a ser até hoje o seu livro mais famoso, tendo sido frequentemente transposto para o cinema.
Completam a obra essencial de Hammett os títulos A Maldição dos Dain (1929), A Chave de Cristal (1931) e O Homem Sombra (1934).
Juntamente com Raymond Chandler, Dashiell Hammett introduziu o realismo nas histórias de detetives e é considerado o pai do género hard-boiled.
Faleceu em Nova Iorque a 10 de janeiro de 1961.

Comentários  

 
#1 Sofia Emídio 2009-08-13 11:47
Gostei muito! Já sentia falta de ler uns bons policiais!
Embora tenha sempre como referência a grande mestre do crime, Agatha Christie, devo confessar que esta foi uma boa surpresa e um escritor a repetir assim que editarem mais alguns títulos dele.
Qualquer das duas histórias são muito interessantes e bem construídas. Uma nota à escrita deste autor que é muito clara e sem grandes floreados, mas o conteúdo está lá todo.
Ao ler estas duas histórias tive logo tendência a associar aos filmes da época dos anos 30 que foram protagonizados por Humphrey Bogart, não sei porquê, mas a personagem principal (o detective) era sempre associada a este actor.
Aconselho vivamente para quem gosta do estilo e principalmente da época: anos 30, com a Lei Seca em vigor, os grupos de gangsters.
Muito bom mesmo!
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

“Um livro aberto é um cérebro que fala; fechado, um amigo que espera; esquecido, uma alma que perdoa; destruído, um coração que chora.”
Rabindranath Tagore