Troca de Identidades

Autor: Don & Susie Van Ryn e Newell, Colleen & Whitney Cerak com Mark Tabb
Editora: Quinta Essência
ISBN 978-989-8228-09-3
232 páginas
15,5*23,5

Laura Van Ryn e Whitney Cerak, duas jovens universitárias, foram vítimas de um trágico acidente de viação. Uma foi sepultada sob o nome errado, a outra ficou em estado de coma e a ser tratada por uma família que não era a sua. Troca de Identidades é uma história sem precedentes de duas famílias traumatizadas, que, ao descreverem a bizarra provação a que foram sujeitas, descobrem o laço que as une enquanto enfrentam a reviravolta de uma vida perdida e de uma vida redescoberta.

Enquanto as famílias tentam lidar da melhor forma com a chocante revelação, Whitney Cerak, a única sobrevivente, luta por um novo começo.

Troca de Identidades tece uma envolvente narrativa de perda, esperança, fé e amor perante uma das mais estranhas ironias do destino que se possa imaginar e celebra as dádivas e os mistérios insondáveis da vida.

Veja aqui as imagens deste caso, abordado no programa The Oprah Winfrey Show.

Imprensa:

«Um caso verdadeiramente chocante e comovente.» Oprah Winfrey

«Um erro simultaneamente comovente e bizarro.» People

«Uma troca de identidades que deixa duas famílias em estado de choque.» Usa Today

Sobre os autores:

A família Van Ryn — Don, Susie, Lisa, Kenny e Mark — vive em Grand Rapids, Michigan. Don e Susie, casados há trinta anos, dedicam cada vez mais do seu tempo a um retiro espiritual juvenil. Lisa pretende seguir a carreira de fisioterapeuta e Kenny reside e trabalha na Califórnia do Sul. Mark casou recentemente e vive na zona de Detroit.

A família Cerak — Newell, Colleen, Carly, Whitney e Sandra Sepulveda — vive no norte do Michigan. Newell é sacerdote da Pastoral Juvenil e Colleen é treinadora e professora de Educação Física. Carly formou-se na Universidade de Taylor e viveu em África durante seis meses, desenvolvendo uma missão para crianças de rua. Sandra está agora de regresso à universidade para concluir a formação em Enfermagem, depois de uma paragem de um ano. Whitney é caloira de Psicologia na Universidade de Taylor.

Mark Tabb é autor e co-autor de vinte livros, incluindo Out of the Whirlwind, finalista do prémio Gold Medallion, em 2004. Colaborou com Stephen Baldwin no bestseller do New York Times, The Unusual Suspect. Vive em Indiana.

4 comentários
0 likes
Anterior: Alguém Como TuSeguinte: Catálogo SDE Nora Roberts

Comentários

  • Maria João

    Setembro 11, 2009 às 0:37
    Responder

    É um livro sem dúvida tocante. Como é que existem pessoas que, mesmo no meio de tanto sofrimento, conseguem agarrar-se à sua fé?

  • Roberta Gonçalves

    Maio 9, 2009 às 19:20
    Responder

    Uma história incrivél na qual entramos já sabendo o desfecho, mas mesmo assim é arrepiante ler quais os sentimentos que passaram as duas familias no meio de toda esta confusão.Os testemunhos das duas familias são comoventes, mas sempre de uma forma bastante positiva devido à sua enorme Fé em Deus, confesso que até me senti um pouco invejosa por não ter uma Fé assim.No meio de tanta dor pela morte de uma filha, ambas as familias reagiram de forma serena entregando a sua dor e as suas vidas nas mãos de Deus.As reacções da familia de Laura e as suas […] Ler Mais...Uma história incrivél na qual entramos já sabendo o desfecho, mas mesmo assim é arrepiante ler quais os sentimentos que passaram as duas familias no meio de toda esta confusão.Os testemunhos das duas familias são comoventes, mas sempre de uma forma bastante positiva devido à sua enorme Fé em Deus, confesso que até me senti um pouco invejosa por não ter uma Fé assim.No meio de tanta dor pela morte de uma filha, ambas as familias reagiram de forma serena entregando a sua dor e as suas vidas nas mãos de Deus.As reacções da familia de Laura e as suas actitudes para com a familia de Whitney foram maravilhosas, mesmo estando a passar por tanta dor partilharam a alegria de ver renascer uma filha e tudo isso devido ao apoio que encontravam na sua Fé.Gostei bastante. Read Less

  • Lígia Teixeira

    Abril 3, 2009 às 3:01
    Responder

    Soube pela primeira vez desta história por acaso, enquanto estava a fazer "zapping" e parei no programa da Oprah Winfrey. Fiquei agarrada e comovida pelo relato daquelas duas famílias que tiveram de enfrentar uma tragédia familiar, mas com a mesma admirável fé.Ao ler este livro ainda mais impressionada fiquei com a fé e a união destas duas famílias, primeiro individualmente, a tentarem lidar, os Van Ryn, com a dolorosa e lenta recuperação de "Laura", e os Cerak, com a perda de Whitney de forma tão trágica, e depois juntos na alegria de uns que era a tristeza de outros, mas […] Ler Mais...Soube pela primeira vez desta história por acaso, enquanto estava a fazer "zapping" e parei no programa da Oprah Winfrey. Fiquei agarrada e comovida pelo relato daquelas duas famílias que tiveram de enfrentar uma tragédia familiar, mas com a mesma admirável fé.Ao ler este livro ainda mais impressionada fiquei com a fé e a união destas duas famílias, primeiro individualmente, a tentarem lidar, os Van Ryn, com a dolorosa e lenta recuperação de "Laura", e os Cerak, com a perda de Whitney de forma tão trágica, e depois juntos na alegria de uns que era a tristeza de outros, mas que resultou numa fé reforçada.Há muitas passagens comoventes e acompanhamos a dor interior e exterior e os "diálogos" com Deus destes pais e irmãs, irmãos, namorados e amigos. Mas não é um livro que nos faz chorar de fio a pavio, antes pelo contrário, leva-nos a ter esperança e a aspirar ter tamanha clareza de espírito e fé em tantas outras situações tão "menores" da nossa vida.Achei comovente como as duas famílias reagiram e assimilaram a realidade dos factos finais. Achei admirável o comportamento da irmã de Laura Van Ryn, Lisa. Comoventes também as cartas de Aryn à sua quase noiva Laura. Comovente o reencontro de Whitney com Hunter (o pormenor de chamar Hunter a Aryn é tocante, o amor assume tantas formas... quem ler perceberá porquê).É uma história trágica, real, mas acima de tudo de perdão, fé, aceitação, união e muito, muito amor e esperança.Gostei particularmente do último capítulo em que é a própria Whitney que se dirige ao leitor com uma clareza de espírito duramente conquistada e que deixa transparecer a luta que teve e terá de enfrentar para lidar com as sequelas físicas e emocionais de ter sobrevivido ao acidente e da consequente troca de identidades. Read Less

  • Ana

    Março 20, 2009 às 15:49
    Responder

    Adorei!Uma história veridica muito tocante...para mim, não deve de haver maior dor, que perder um filho, e estas pessoas tão crentes em Deus, encontraram sempre o apoio Nele para aceitar tudo o que lhe aconteceu.

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes