Um Amor em Segunda Mão


Autora: Isabel Wolff
Edição: Set/2010
Páginas: 350
Editora: Contraponto

Phoebe Swift é uma especialista em história da moda que decide deixar o seu emprego na prestigiosa leiloeira Sotheby’s para abrir o seu próprio negócio – uma pequena loja de roupa vintage no Sul de Londres, chamada Vintage Village. Ao mesmo tempo, Phoebe está a lidar com a recente perda da sua melhor amiga, Emma, e com a separação do seu noivo. Por isso, refugia-se no trabalho – restaurando as maravilhosas e antigas peças de roupa que compra, revendendo-as para que tragam algum glamour à vida das suas clientes. Mas Phoebe não consegue deixar de pensar nas «vidas passadas» destas roupas – nas histórias que contariam se pudessem falar.
Um dia conhece Thérèse Bell, uma senhora de idade, de origem francesa, com uma belíssima colecção de moda para vender. Entre os fatos elegantes e vestidos de alta-costura, Phoebe encontra um casaquinho de criança azul que data da época da Segunda Guerra Mundial – uma peça que a Sr.ª Bell se recusa a vender. À medida que se vão tornando amigas, Phoebe vai escutando a triste e inspiradora história por trás do casaquinho azul – e vai descobrir uma ligação inesperada entre a vida da Sr.ª Bell e a sua, uma ligação que lhe permitirá libertar-se da dor do passado e voltar a amar.

Autora:
Isabel Wolff é autora de vários romances que se tornaram best-sellers internacionais, publicados em mais de 29 idiomas e com mais de um milhão e meio de exemplares vendidos. Os seus romances são favoritos recorrentes da crítica e do público. Antes de se dedicar à escrita, foi jornalista, tendo colaborado com media de destaque no Reino Unido, como The Spectator, Evening Standard e The Independent on Sunday. Trabalhou ainda na produção de documentários com a BBC World Service. Vive em Londres com a família.

5 comentários
0 likes
Anterior: O AcompanhanteSeguinte: O Contador de Histórias

Comments

  • fernanda carvalho

    Maio 17, 2011 at 21:17
    Reply

    Nós que lemos tantos livros, que temos uns quantos autores favoritos e que até temos géneros de eleição, de tempos a tempos somos brindados com uma surpresa. Este livro, que pensei que talvez nem fosse muito do meu género, com uma história que, apesar de me ter piscado o olho, até nem parecia nada de especial, tornou-se numa leitura deveras especial. Simplesmente adorei!É uma história extremamente bem contada; aliás, são várias histórias, umas mais recentes, outras mais antigas, entrelaçadas de um modo divinal que, quer pela sua ternura, quer pela sua simplicidade, tornaram este livro numa leitura deliciosa.Junto com essas […] Ler Mais...Nós que lemos tantos livros, que temos uns quantos autores favoritos e que até temos géneros de eleição, de tempos a tempos somos brindados com uma surpresa. Este livro, que pensei que talvez nem fosse muito do meu género, com uma história que, apesar de me ter piscado o olho, até nem parecia nada de especial, tornou-se numa leitura deveras especial. Simplesmente adorei!É uma história extremamente bem contada; aliás, são várias histórias, umas mais recentes, outras mais antigas, entrelaçadas de um modo divinal que, quer pela sua ternura, quer pela sua simplicidade, tornaram este livro numa leitura deliciosa.Junto com essas histórias, uns quantos personagens fascinantes e uma loja que só nos apetece que fosse verídica, para podermos lá entrar e bisbilhotar, tudo isso faz parte da magia exercida pela autora no sentido de nos enredar na sua teia e nos conquistar.Não há um momento desperdiçado, todas as páginas foram devoradas com avidez, ao ritmo que a curiosidade exigia. É, sem dúvida, um livro que tão cedo não irei esquecer! Read Less

  • Vanessa Montês

    Abril 20, 2011 at 22:48
    Reply

    Emma e Phoebe são as melhores amigas. Em crianças, estavam sempre a brincar juntas e o jogo das escondidas era o seu preferido, tendo Emma um jeito especial para este, embora uma vez, numa brincadeira, esta tivesse pregado um susto de morte a Phoebe, ao suster a respiração durante imenso tempo, o que fez com que Phoebe tivesse chegado a pensar que ela tinha morrido! Passaram-se vários anos... Phoebe tem agora uma relação estável, praticamente perto do casamento e Emma é uma reconhecida estilista de chapéus, muitíssimo popular entre quem tenha o dinheiro para pagar o que os seus […] Ler Mais...Emma e Phoebe são as melhores amigas. Em crianças, estavam sempre a brincar juntas e o jogo das escondidas era o seu preferido, tendo Emma um jeito especial para este, embora uma vez, numa brincadeira, esta tivesse pregado um susto de morte a Phoebe, ao suster a respiração durante imenso tempo, o que fez com que Phoebe tivesse chegado a pensar que ela tinha morrido! Passaram-se vários anos... Phoebe tem agora uma relação estável, praticamente perto do casamento e Emma é uma reconhecida estilista de chapéus, muitíssimo popular entre quem tenha o dinheiro para pagar o que os seus chapéus valem. Mas quando tudo parece estar perfeito, as coisas mudam e, por vezes, o que gostávamos que fosse de novo uma brincadeira de crianças, acaba por se demonstrar demasiado real... Decidida a afastar-se do passado e a recomeçar uma nova vida, Phoebe está agora solteira e decidida a começar o seu sonho de abrir uma loja de roupa vintage. Um mundo só seu, um mundo onde pode viver com memória de outras pessoas, memórias que possam ter sido mais alegres do que a sua, uma loja que traz alegria às pessoas que encontram lá o seu vestido, que encontram aquela peça de roupa única que mais ninguém tem ou terá. É nesta busca pela felicidade e por um futuro mais brilhante que Emma conhece Thérèse Bell, uma senhora de origem francesa que, tendo-lhe sido diagnosticado um cancro, decide livrar-se das suas roupas e que, ao encontrar uma entrevista sobre a abertura da loja de Phoebe, feita por um repórter chamado Dan para um novo jornal regional, decide vender-lhe as suas roupas mais antigas, umas roupas vintage de muito boa qualidade. Mas o que parecia para Phoebe ser uma nova compra de artigos para a loja, acaba por se revelar muito mais: uma busca pela felicidade, pelo amor próprio e pela sua própria paz de alma. ADOREI!!! Há muito tempo que um livro não me fazia ter tanta vontade de o acabar para saber o final, mas ao mesmo tempo me dava pena que estar prestes a acabar. Um livro que junta a história de várias pessoas ligadas entre si por Phoebe. Desde a história da sua mãe, uma mulher que se divorciou do marido, pois este traiu-a, levando-a a culpar-se a si própria e à sua velhice, achando que a beleza que tinha já não existia em si; passando pela história de um pai viúvo que já cuida da filha sozinho há 10 anos, protegendo-a e dando-lhe tudo o que ela quer, mimando-a e nunca lhe ensinando o significado da palavra não; atravessando a história de Thérèse Bell, que se culpa a si própria pela perda da vida da sua melhor amiga nos campos de concentração Nazis; chegando finalmente à própria Phoebe que se encontra numa luta consigo própria, devido ao que aconteceu à sua amiga Emma. Todas as personagens deste livro são muitíssimo bem desenvolvidas, todas têm os seus dramas pessoais, todas os tentam ultrapassar ao máximo, dando o seu melhor dia após dia! A escrita da autora é fantástica e consegue colocar-nos de tal modo no mundo do livro que estamos a ler, que não o queremos largar por nada deste mundo, pois apenas queremos saber o que irá acontecer às personagens, quais serão as suas decisões, o que lhes acontecerá no futuro! Sem dúvida, um dos melhores livros que li nos últimos tempos e, visto que acabei de descobrir que a autora tem outro livro publicado em Portugal, irei logo que possível lê-lo! Recomendado para todos e posso afirmar que sem reserva alguma!! Read Less

  • Carla Faleiro

    Janeiro 16, 2011 at 13:24
    Reply

    Um interligar de várias estórias, de diferentes personagens. A descoberta de sentimentos que se pensavam perdidos... É um livro delicioso, de leitura muito leve e que nos faz pensar.Quem tiver dúvidas em ler, não hesite!

  • Helena

    Outubro 27, 2010 at 10:15
    Reply

    A Paixão pelo Vintage (moda desde os anos vinte aos anos oitenta) é a mudança que Phoebe Swift introduz na sua vida, depois de marcante perda da sua melhor amiga, da ruptura com o seu noivo e da interrupção de uma bem sucedida carreira. Um recomeço. Um encantador romance que entrelaça descrições de peças de roupa vintage com mulheres que se deixaram seduzir por elas e que outrora fizeram parte do passado de outras mulheres. Histórias de vidas que me provocaram vários sentimentos. Perturbador foi ler sobre a relação parental de Miles com Roxy, uma jovem que não conhecia limites, […] Ler Mais...A Paixão pelo Vintage (moda desde os anos vinte aos anos oitenta) é a mudança que Phoebe Swift introduz na sua vida, depois de marcante perda da sua melhor amiga, da ruptura com o seu noivo e da interrupção de uma bem sucedida carreira. Um recomeço. Um encantador romance que entrelaça descrições de peças de roupa vintage com mulheres que se deixaram seduzir por elas e que outrora fizeram parte do passado de outras mulheres. Histórias de vidas que me provocaram vários sentimentos. Perturbador foi ler sobre a relação parental de Miles com Roxy, uma jovem que não conhecia limites, porque nada lhe tinha sido negado ou exigido.Recomendo pela escrita e pela história. Read Less

  • Ataner

    Setembro 27, 2010 at 7:58
    Reply

    Ora, aqui está uma boa surpresa! O primeiro livro desta autora passou despercebido aquando do seu lançamento e só o li porque mo ofereceram. Ainda bem que voltaram a publicar esta autora, a história simples é interessante e apela a uma leitura sem interrupções. Uma boa integração da história da moda no enredo do livro. As personagens são muito reais e as várias histórias comovedoras. Leiam e vão ver que não se arrependem. Uma autora a seguir, sem dúvida.

Comentar