Um Beijo na Escuridão

FaceBook  Twitter  

 
Autor: Linda Howard
Editora: Chá das Cinco
Formato: Capa mole
Dimensões: 16 x 23
Núm. páginas: 256

Leia aqui um excerto do livro

É um trabalho mortal. Eficiente, profissional, e sem remorsos, Lily Mansfield é uma assassina contratada que trabalha como agente da CIA. Os alvos dela são os poderosos e os corruptos. Os que estão acima da lei.
Agora, depois de dezanove anos no activo, Lily foi atraída para um perigoso jogo: procurar vingança pela morte dos que lhe eram próximos. Com cada movimentação mais genial que a anterior, ela está a comprometer os seus superiores, atraindo atenções indesejadas e colocando em risco a sua própria vida. Lily sente-se invencível, mas mesmo ela pode ser eliminada se cometer o mais pequeno erro.

Se tiver que ser, assim seja, Lily não pretende morrer sem dar luta. Lucas Swain, um agente da CIA, tem ordens simples: trazê-la viva ou morta. No entanto, também ele é atraído para o jogo de Lily, e dança na corda bamba, tentando evitar um incidente internacional enquanto luta contra um obstinado inimigo que lhes segue cada passo. Fascinado pela extrema inteligência de cada movimento dela, conseguirá Lucas terminar a sua missão? Lily vai descobrir o quão letal é o seu caminho... e o quanto a lealdade tem um preço.

Comentários  

 
#6 Cláudia Rodrigues 2010-01-11 19:16
Adorei!!!
De todos os livros que li desta autora, este é o meu preferido.
Tem tudo o que eu gosto num livro: suspense, acção, romance e humor.
Recomendo a sua leitura a toda a gente...
 
 
#5 Carla Correia 2010-01-11 19:15
Adorei este livro! Um policial com romance à mistura e escrito com muito humor!
 
 
#4 Andreia Morgado 2010-01-11 11:50
Adorei, adorei.....
Mais uma vez uma história excelente desta autora.
E traz-nos a história de Lily uma assassina contratada que se vê envolvida no meio de um perigoso jogo mortal onde é perseguida por um agente da CIA, Lucas Swain.
Uma fuga alucinante cheia de aventura e momentos muito divertidos, onde ambos se vão entregar a uma grande paixão que os vai fazer questionar a fé na verdade e no amor.
 
 
#3 Sonia 2010-01-11 09:01
Um livro simplesmente EXPLOSIVO, VICIANTE e DELIRANTE. E, claro, ROMÂNTICO!
Em “Um Beijo na Escuridão” a autora dá o seu melhor e combina um mistério, uma parte cheia de acção com agentes secretos a uma história romântica em que os inimigos se apaixonam. A juntar temos o passado da Lily, a história comovente de uma criança que salvou e tem como filha. O Luke é um homem capaz de tudo e com um lado um pouco mais sombrio.
Um livro imperdível para passar boas horas, com uma boa história comovente e cheia de adrenalina. Sem dispensar os momentos de bom-humor.
 
 
#2 Vera Mouta 2010-01-08 21:50
Este foi o primeiro livro que li desta autora (fora os da harlequin) e adorei.
Acho que combina bem o policial com o romance.
Conta a história de Lily que é uma assassina contratada, que trabalha para a CIA. No entanto, as coisas correm mal e ela quer fazer justiça pelas próprias mãos e a CIA coloca um agente para a capturar.

O livro tem cenas muito engraçadas, principalmente o complexo dos homens com os carros :-)
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54
  • Crash
    Depois de ter lido "Arranha-Céus" de J. G. Ballard, um romance que me deixou a pensar seriamente nos ...
  • 10.07.2019 22:32

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Algumas obras morrem porque nada valem; estas, por morrerem logo, são natimortas. Outras têm o dia breve que lhes confere a sua expressão de um estado de espírito passageiro ou de uma moda da sociedade; morrem na infância. Outras, de maior escopo, coexistem com uma época inteira do país, em cuja língua foram escritas, e, passada essa época, elas também passam; morrem na puberdade da fama e não alcançam mais do que a adolescência na vida perene da glória. Outras ainda, como exprimem coisas fundamentais da mentalidade do seu país, ou da civilização, a que ele pertence, duram tanto quanto dura aquela civilização; essas alcançam a idade adulta da glória universal. Mas outras duram além da civilização, cujos sentimentos expressam. Essas atingem aquela maturidade de vida que é tão mortal como os Deuses, que começam mas não acabam, como acontece com o Tempo."
Fernando Pessoa, in Heróstrato