Um Pequeno Escândalo

FaceBook  Twitter  

 

 

    

Autora: Patricia Cabot   
Edição: Mar/2013
Páginas: 416
ISBN: 9789897260476
Editora: Quinta Essência

 

 

Quando a bela Kate Mayhew é contratada como dama de companhia de Isabel, a filha obstinada de Burke Traherne, o marquês vê-se numa situação impossível. Dividido entre saber que ela é exatamente aquilo de que Isabel precisa mas, para ele, a pior tentação possível, encontra-se constantemente perto de alguém que ameaça a sua independência.

Conhecido pelo seu autodomínio férreo desde o dia em que apanhou a mulher com um amante, Burke jurou nunca mais arriscar-se a casar.
Ao aceitar a oferta de emprego de Sua Senhoria, a temperamental Kate enfrenta dois perigos: a sua atração irresistível por um homem que abdicou do amor, e um encontro com o seu próprio passado escandaloso... que ela não pode manter secreto para sempre.

Desta autora no Segredo dos Livros:
Rosa Selvagem

Autora:

Meggin Patricia Cabot, autora bestseller de romances históricos, nasceu em fevereiro de 1967, em Bloomington, Indiana (EUA). Trabalhou como gestora numa residência universitária, foi ilustradora freelance e escreveu mais de cinquenta livros que assinou com diferentes pseudónimos.
Entre eles destaca-se a série O Diário da Princesa (The Princess Diaries), publicada em mais de trinta países e adaptada ao cinema pela Walt Disney Pictures, com grandes sucessos de bilheteira.
As suas obras ganharam inúmeros prémios, incluindo o New York Public Library Books for Teen Age, o Booksense Pick, o Evergreen, o IRA/CBC Young Adult Choice, entre outros.
Actualmente, Cabot vive com o seu marido e a sua gata em Nova Iorque.

 

 

Comentários  

 
#4 Maria João 2013-08-08 20:02
Pensava eu que esta seria uma irmã ou até mesmo uma prima da Meg Cabot e venho a descobrir que é ela mesma, sob um novo registo, o romance histórico erótico.
Não achei que fosse assim tão erótico como dizem :) Passei alguns parágrafos à frente, mas pensei que fosse pior.
Gostei muito da forma como a história se desenvolveu, sem grandes reviravoltas, mas com pequenas surpresas que nos levam a ficar agarradas até à última página.
 
 
#3 Joana Cardoso 2013-06-05 15:25
É o segundo livro que leio da autora e, se o primeiro não me cativou por aí além, então este não me cativou de todo. Sim, li o livro com extrema rapidez, mas, sinceramente, não foi por estar entusiasmada e não o conseguir pousar. Foi simplesmente porque estava cheia de vontade de o acabar, para poder seguir para o próximo.

Como já referi algures, o importante é a maneira como os autores nos apresentam as situações e o modo como as suas personagens são caracterizadas, bem como as interacções entre estas. Se, no livro anterior que li, achei tudo isto fraquinho, neste então nem se fala. As personagens não me conseguiram cativar de todo, nem a atmosfera. Para mim, foi tudo apenas um grande aborrecimento.

Tenho sérias dúvidas de que continuarei a seguir esta autora, pelo menos nesta sua vertente, a não ser que me digam que um dos livros é excepcionalment e bom!
 
 
#2 Liliana Patrícia Pereira Pinto 2013-03-31 09:19
Peguei neste livro com grandes expectativas e fiquei desiludida. Penso que o livro pecou por várias coisas, entre elas as personagens.
No início da história, gostei um pouco da Kate, mas, lá para a pág. 40 e tal, comecei a ficar irritada com ela e com a sua forma de pensar um pouco infantil. Para quem tinha uma ideia tão enraizada de que a nobreza era isto e aquilo, cedeu muito rapidamente. Não achei digno de uma heroína que a razão da sua cedência fosse o amor por um homem. Para uma pessoa tão digna, acho que se deixou ir muito rapidamente na onda do Burke. E naquela altura, a dignidade era muito importante.
Quanto ao Burke, achei que era pouco firme nas suas decisões e um pouco fútil.
A única personagem de que eu verdadeiramente gostei, foi da Isabel. Talvez porque ela deu um toque de divertimento à história.
Quanto à relação de Kate e de Burke, à falta de melhor palavra, foi uma seca. Não teve aquele "quê" de romantismo, nem me fez suspirar como eu pensei que ia fazer.

Outro ponto negativo do livro foi a repetição até ao exagero de duas palavras: "assaz" e "deveras". Uma destas palavras aparecia em quase todos os parágrafos, o que mostra uma má tradução ou então uma falta de imaginação tremenda para a variação das palavras.

Quando a parte do sexo começou (e acreditem que houve muito), comecei a ler na diagonal. Não sou fã de livros eróticos. Prefiro um bom romance a sexo. Para mim, este factor é um ponto contra.
Precisei de algum impulso para ler o livro a partir da pág. 200.

Mas, como nem todo é mau, gostei das descrições dos bailes e de como eles mostraram a hierarquização da sociedade daquele tempo e os mexericos que a caracterizavam.
 
 
#1 Vera Mouta 2013-03-25 19:19
Este é o segundo livro que leio desta autora e gostei bastante dele.
É, sem dúvida, uma autora a ter em conta no futuro, no que diz respeito a estes romances de época.

Temos um marquês, Burke, com uma filha adolescente, na idade de ir aos bailes para se apresentar à sociedade, que contrata uma dama de companhia, Kate, nada convencional, digamos assim.
Claro que vai haver romance entre estas duas personagens e, como não podia deixar de ser, um final feliz, apesar dos desencontros lá pelo meio.

A Kate é uma personagem um bocadinho enigmática que já passou por bastantes desgostos, quando era mais nova, e que não se conforma com o modo como os seus pais faleceram.

Gostei do casal protagonista e da filha, Isabel, que gostava de implicar com o pai e brincar com o facto de ele estar a ir para velho.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • O Marciano
    O Marciano é um livro muito interessante para quem gosta de ficção científica, como eu. Imaginem ...
  • 25.11.2014 23:31
  • És o Meu Destino
    O que se pode dizer de umas das melhores autoras da atualidade? Que, mais uma vez, se excedeu. Neste ...
  • 25.11.2014 23:19
  • Tudo o que ficou para trás
    Apesar da capa ser lindíssima, acho que não se adequa à trama, mas, fora esse pormenor, o livro é ...
  • 25.11.2014 23:09

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!"

Florbela Espanca in Livro de Mágoas