Uma Noite de Amor

 

 

  

 

Autora: Mary Balogh
Edição: Fev/2012
Páginas: 368
ISBN: 9789892312354
Editora: ASA

 

 

Numa manhã perfeita de Maio… Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa.

Até que Lily fala com franqueza… E afirma querer começar de novo… e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de… Uma noite de amor.

Autor – Mary Balogh

Autora:

Autora premiada e presença constante nas listas de bestsellers do New York Times, Mary Balogh cresceu em Gales, terra de mar e montanhas, músicas e lendas. Ela levou consigo a música e uma imaginação vívida quando se mudou para o Canadá. Aí desenvolveu uma segunda carreira como autora de livros com finais felizes e que celebram o poder do amor. Os seus romances históricos venderam já mais de 4 milhões de exemplares em todo o mundo.
Na ASA estão publicados Uma Noite de Amor e Um Verão Inesquecível.

Saiba mais em www.marybalogh.com

 

5 comentários
0 likes
Anterior: Brinca ao CarnavalSeguinte: O Sabor da Tentação

Comentários

  • Helena

    Maio 10, 2012 às 22:15
    Responder

    Um daqueles romances de época que nos fazem sonhar. Claro que termina com algo como ... e foram felizes para sempre. Mas que importa, se o objetivo é desanuviar a mente das agruras e correrias do dia-a-dia e descansar com uma leitura suave, terna e completamente irrealista, em que somos arrebatadas pelo garboso, gentil e generoso nobre - Neville Wyatt?! Claro que se apaixona por uma bela plebeia como Lily e vivem uma intensa história de amor, que começou em terras de Portugal (do melhor que há), mas que não poderia vingar em terras de Sua Majestade. Oriundo de uma […] Ler Mais...Um daqueles romances de época que nos fazem sonhar. Claro que termina com algo como ... e foram felizes para sempre. Mas que importa, se o objetivo é desanuviar a mente das agruras e correrias do dia-a-dia e descansar com uma leitura suave, terna e completamente irrealista, em que somos arrebatadas pelo garboso, gentil e generoso nobre - Neville Wyatt?! Claro que se apaixona por uma bela plebeia como Lily e vivem uma intensa história de amor, que começou em terras de Portugal (do melhor que há), mas que não poderia vingar em terras de Sua Majestade. Oriundo de uma aristocracia que não admitia casamentos fora da sua classe, Neville luta para reconquistar Lily que renuncia a um amor desigual. E depois vem o brinde final que não vou revelar.Não é uma história original e surpreendente, mas ainda assim é muito agradável de ler. Foi um reencontro com a inocência e a fantasia, num romance leve e muito cor-de-rosa. Read Less

  • Joana Nunes

    Maio 4, 2012 às 11:08
    Responder

    Neville Wyatt, conde de Kilbourne, espera pela sua noiva, Lauren, no altar da Igreja, mas é a sua, até então, supostamente falecida mulher, Lily Doyle, que aparece.Ao contrário de Neville, Lily é uma plebeia sem sangue azul, de posição inferior à de Neville, o que torna o seu casamento ultrajante perante a nata da sociedade inglesa... ou assim pensa ela, até conhecer Lyndon.A família de Neville, dividida entre a necessidade de odiar Lily, favorecendo Lauren, e a crescente ternura a favor da jovem filha do sargento de Kilbourne, mantém-se num constante conflito emocional.Lauren, apática e renegada por Neville, alimenta a […] Ler Mais...Neville Wyatt, conde de Kilbourne, espera pela sua noiva, Lauren, no altar da Igreja, mas é a sua, até então, supostamente falecida mulher, Lily Doyle, que aparece.Ao contrário de Neville, Lily é uma plebeia sem sangue azul, de posição inferior à de Neville, o que torna o seu casamento ultrajante perante a nata da sociedade inglesa... ou assim pensa ela, até conhecer Lyndon.A família de Neville, dividida entre a necessidade de odiar Lily, favorecendo Lauren, e a crescente ternura a favor da jovem filha do sargento de Kilbourne, mantém-se num constante conflito emocional.Lauren, apática e renegada por Neville, alimenta a esperança de que tudo se resolverá e que casará com o conde, pois recebe a notícia de que o casamento de Neville e Lily, em Portugal, não tem validade, visto não haver testemunhas ou qualquer registo do mesmo... Mas, embora para Lauren e restantes esta notícia seja deveras importante, levando à separação do casal, nos corações do par, a situação não é assim tão relevante, devido ao amor que nutrem um pelo outro.Conseguirá Lily mostrar-se à altura da posição de Neville?Conseguirão descobrir quem é o misterioso homem de capa preta que tenta matar Lily por várias vezes? E o que o motiva a fazer tal coisa?Sendo a minha estreia em Mary Balogh, devo dizer que a autora me cativou, embora a ortografia tenha ficado um pouco atrás.Personagens encantadoras e uma estória com bom gosto, de leitura rápida e fácil, e de uma leveza fascinante, ideal para um fim-de-semana solarengo.Embora não trazendo nada de inovador, é um romance encantador e muito agradável.Um pouco confuso no início, no que respeita a Neville, confundindo o leitor em relação aos seus sentimentos por Lily e Lauren, mas que se vem a mostrar uma personagem de grande carácter, devoção e interessante, tanto pela sua postura, como pela sua doçura.Lily foi a personagem que mais me entusiasmou, pois pude rever-me um pouco nela, na sua personalidade forte e corajosa, mas, ao mesmo tempo, atenciosa e aplicada, capaz de uma grande ternura e amor.Por sua vez, Lauren foi uma desilusão, não que esperasse que se tornasse na vilã da trama, mas a sua apatia e indiferença fingidas, frustrou-me.Elizabeth e Lyndon surpreenderam-me pela positiva, e dou graças à autora por tal, pois conseguiu manter estas duas personagens na sombra, não revelando ao leitor se eram bem intencionados ou não até ao final."Uma Noite de Amor" é um romance histórico rico e interessante, que desafia os corações românticos. Read Less

  • Vera Mouta

    Abril 15, 2012 às 17:44
    Responder

    Gostei deste romance e, acima de tudo, achei ternurenta a relação entre o Neville e a Lily, talvez por ela ser demasiado inocente e não ter maldade. Claro que este tipo de livros acaba sempre com o seu final feliz e este não é exceção, mas gostei do desenvolvimento que houve e de um pequeno toque de suspense que a autora incorporou.Gostei das personagens secundárias que aqui foram retratadas e, depois de pesquisar na Internet, vi no sítio da autora que algumas delas também terão direito a seu [i]happy ending[/i]. Por isso, espero que os restantes livros desta autora sejam […] Ler Mais...Gostei deste romance e, acima de tudo, achei ternurenta a relação entre o Neville e a Lily, talvez por ela ser demasiado inocente e não ter maldade. Claro que este tipo de livros acaba sempre com o seu final feliz e este não é exceção, mas gostei do desenvolvimento que houve e de um pequeno toque de suspense que a autora incorporou.Gostei das personagens secundárias que aqui foram retratadas e, depois de pesquisar na Internet, vi no sítio da autora que algumas delas também terão direito a seu [i]happy ending[/i]. Por isso, espero que os restantes livros desta autora sejam publicados.As referências a Portugal são sempre bem vindas e fiquei orgulhosa de ver isso transposto num livro estrangeiro. Read Less

  • Vera Neves

    Abril 4, 2012 às 14:53
    Responder

    Estava a contar com um romance banal, sem grande expectativa, mas fiquei surpreendida. Ainda que não seja uma obra-prima, a autora conseguiu agradar-me de diversas formas: não posso esconder que me agradaram as referências a Portugal, sempre relacionadas com uma parte fulcral da história; depois, há personagens que não são declaradamente óbvias e que nos permitem ter algumas incertezas quanto às suas boas intenções; por último, a autora conseguiu ainda introduzir um pouco de suspense, o que é sempre benvindo.Neville, Conde de Kilbourne, encontra-se em missão em Portugal quando o seu sargento morre e uma promessa inesperada é feita. Para […] Ler Mais...Estava a contar com um romance banal, sem grande expectativa, mas fiquei surpreendida. Ainda que não seja uma obra-prima, a autora conseguiu agradar-me de diversas formas: não posso esconder que me agradaram as referências a Portugal, sempre relacionadas com uma parte fulcral da história; depois, há personagens que não são declaradamente óbvias e que nos permitem ter algumas incertezas quanto às suas boas intenções; por último, a autora conseguiu ainda introduzir um pouco de suspense, o que é sempre benvindo.Neville, Conde de Kilbourne, encontra-se em missão em Portugal quando o seu sargento morre e uma promessa inesperada é feita. Para lhe proteger a filha, Neville promete casar com ela e zelar pela sua segurança. Mas, numa emboscada, Lily, a sua esposa, é morta ou, pelo menos, ele assim o julga e, após a morte do pai, regressa a Inglaterra para assumir o seu dever.Dois anos volvidos, na igreja que unirá o destino de Neville e Lauren, Lily reaparece e o mundo pára. Apesar de ter uma noiva que preencherá todos os requisitos da sogra e de toda a sociedade inglesa, o coração de Neville sempre pertenceu a Lily.As diferenças não poderiam ser maiores e estão expostas aos olhos de todos. Apesar dos esforços de todos, quando se confirma que o casamento que ocorreu não tem validade, Lily não hesita em deixar o seu amado.Nessa fase, entramos num novo ponto da história: a tia de Neville, Elizabeth, leva Lily para Londres como sua acompanhante e vai ensinar-lhe tudo o que precisa de saber para ser uma dama. A nossa heroína vai percorrer um bonito caminho de crescimento, autoconhecimento e reencontro consigo mesma, porque, nesta fase, ela já não sabe quem é ou quem quer ser. E a resposta será uma que ela nunca poderia imaginar. Achei esta parte da história muito interessante.O leitor é compensado com várias e agradáveis surpresas que tornam este romance bastante apetecível. Apesar de algumas personagens não terem grande significado na história, o enredo é cativante e o leitor é obrigado a manter a leitura constante. Afinal, Lily vai querer descobrir o que continha a mochila do pai, que ela julgava perdida e foi agora descoberta por Neville; vai perceber que existe um medalhão igual ao seu, que usa desde sempre e que pertence a alguém que ela nunca concebeu; vai conhecer família que julgava não ter.A autora encheu a nossa heroína de magia, que sonha com o amor da sua vida, mas também sonha em se encontrar, em ser alguém, em ter objectivos e em traçar um caminho para percorrer.A autora conseguiu encantar-me com toda a história, repleta de belas descrições e com um final mágico e inesquecível. Read Less

  • Lurdes Graça Pereira da Silva

    Março 24, 2012 às 0:18
    Responder

    As minhas primeiras leituras começaram com histórias de reis e princesas: Branca de Neve, Gata Borralheira, ... Histórias de fantasia não são só vampiros.Nos meus sonhos, gostava de ter vivido na monarquia e ser uma princesa resgatada por um belo príncipe.E é esta a história de Lilly. Tudo começa com uma noite de amor em Portugal. Só este começo já nos deixa a nós, patriotas, uma pontinha de orgulho.Mas é uma história muito bonita que mostra a força de sobrevivência, face a todos os problemas, e que traz cor à nossa vida.Para isso servem os romances: afastar as tristezas e […] Ler Mais...As minhas primeiras leituras começaram com histórias de reis e princesas: Branca de Neve, Gata Borralheira, ... Histórias de fantasia não são só vampiros.Nos meus sonhos, gostava de ter vivido na monarquia e ser uma princesa resgatada por um belo príncipe.E é esta a história de Lilly. Tudo começa com uma noite de amor em Portugal. Só este começo já nos deixa a nós, patriotas, uma pontinha de orgulho.Mas é uma história muito bonita que mostra a força de sobrevivência, face a todos os problemas, e que traz cor à nossa vida.Para isso servem os romances: afastar as tristezas e nos fazerem sonhar.Boas leituras. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados